quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Chico Anysio continua internado em estado grave

humorista Chico Anysio, de 80 anos, permanece internado no CTI do Hospital Samaritano, em Botafogo, na zona sul do Rio de Janeiro. Segundo boletim médico divulgado nesta quarta-feira, 29, o estado de saúde dele ainda é considerado grave. De acordo com o comunicado, Chico continua fazendo uso de antibióticos para combater o quadro de infecção pulmonar. Ele está lúcido e respira com ajuda dos aparelhos, além de fazer uso de medicação para controlar a pressão arterial. Não há previsão de alta. Chico Anysio está internado na unidade desde o dia 22 de dezembro, quando foi diagnosticado com pneumonia. Pernambuco.com

Cidadãos podem denunciar abusos de militares diretamente ao MPM

A instância adequada para reclamar de crimes ou violações de direitos cometidos por militares das Forças Armadas (Marinha, Exército e Aeronáutica) é o Ministério Público Militar (MPM), de acordo com informações da assessoria de imprensa do próprio órgão. Segundo a assessoria, os serviços de atendimento funcionam nas 14 representações do MPM nos estados e estão preparadas para receber diretamente as queixas. Além disso, as denúncias podem ser feitas pelo telefone 0800-0217500, o chamado Fale com o MPM, ou pelo site www.mpm.gov.br, que oferece um sistema disponível para receber reclamações por e-mail. A assessoria também enfatizou que todo corpo de profissionais do MPM é composto por civis, o que muitas vezes não é entendido pelas pessoas. Muitas associam o órgão como parte da estrutura militar e não como um braço do Ministério Público da União (MPU). Em pesquisa desenvolvida pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), quase seis em cada dez entrevistados disse considerar difícil apresentar uma reclamação ou denúncia contra um membro das Forças Armadas. Para 57,6%, isso seria difícil. Já para 12,8%, a dificuldade seria razoável. Para 23% seria fácil, enquanto 6,5% não soube ou não respondeu à questão. A percepção varia de região para região do país. No Sul, a soma entre os que consideraram a dificuldade como razoável e os que consideraram que não existe tal dificuldade, foi de 46,7%. Já no Centro-Oeste, quase 70% consideraram difícil encaminhar reclamação ou denúncia. Da Agência Brasil

Senador Marcelo Crivella assume Ministério da Pesca, anuncia Planalto

O Palácio do Planalto anunciou nesta quarta (29) que o ministro da Pesca, Luiz Sérgio (PT-RJ), vai deixar o cargo e será substituído pelo senador Marcelo Crivella (PRB-RJ). O PRB é o partido do ex-vice-presidente José Alencar, morto em março de 2011. O partido agrega parte da bancada evangélica no Congresso, integrou a base de sustentação do governo de Luiz Inácio Lula da Silva e segue na base aliada no governo Dilma Rousseff. Até então, o PRB não tinha representantes no ministério de Dilma. Segundo nota divulgada pelo Palácio do Planalto, a "mudança permite a incorporação ao Ministério de um importante partido aliado da base do governo". Crivella será o terceiro ministro da Pesca no governo Dilma. O primeiro foi Ideli Salvatti (PT-SC), que em junho do ano passado trocou de pasta com Luiz Sérgio - ela foi para as Relações Institucionais, que cuida da articulação política do governo, e ele, para a Pesca. O suplente de Crivella, que deve assumir a cadeira no Senado, é o ex-deputado federal Eduardo Lopes (PRB-RJ). A mudança no ministério foi anunciada no Palácio do Planalto pelo porta-voz da Presidência, Thomas Traumann. Ele leu nota assinada pela Secretaria de Imprensa da Presidência da República com o seguinte teor: "O ministro da Pesca e Aquicultura, deputado Luiz Sérgio de Oliveira, está deixando o cargo depois de prestar inestimável contribuição ao governo. À frente da Secretaria de Relações Institucionais e, depois, como responsável pela pasta da Pesca e Aquicultura, Luiz Sérgio desempenhou com dedicação e compromisso com o país todas as tarefas que lhe foram atribuídas pela presidenta Dilma Rousseff.Em seu lugar, assume o senador Marcelo Crivella, representando o PRB, partido do inesquecível ex-vice presidente José Alencar. A mudança permite a incorporação ao Ministério de um importante partido aliado da base do governo. A presidenta está segura de que, à frente do Ministério da Pesca e Aquicultura, o senador Marcelo Crivella prestará relevantes serviços ao Brasil. O ministro Luiz Sérgio retorna à Câmara dos Deputados, onde continuará a merecer o apoio e a confiança da presidenta Dilma Rousseff e a prestar excepcional contribuição ao país." Marcelo Crivella Marcelo Crivella foi eleito senador em 2002 pelo Partido Liberal (PL). Desde então, foi candidato a prefeito do Rio em 2004, derrotado no primeiro turno por César Maia (PFL). Em 2010, foi reeleito, já pelo PRB. Depois do escândalo do chamado “mensalão”, que atingiu o PL, ele decidiu formar um novo partido junto com o restante do núcleo evangélico do partido. No Senado, foi membro titular das comissões de Assuntos Sociais, Relações Exteriores e Defesa Nacional, Comissão de Ciência e Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática, e suplente nas comissões de Assuntos Econômicos, de Educação, de Constituição, Justiça e Cidadania, e de Direitos Humanos e Legislação Participativa. Formado em Engenharia Civil, chegou a gravar dez CDs como cantor evangélico da Igreja Universal do Reino de Deus, onde também foi pastor e escreveu dez livros. No estado do Rio, foi diretor de Planejamento da Empresa de Obras Públicas (Emop), do governo estadual. G1

Os inimigos da pele

Eles são: Fatores externos Sol: Degenera o colágeno, altera a melanina causando rugas, manchas. Arma de defesa: Filtro solar Cigarro: Literalmente “come’” o colágeno da pele, fazendo com que ela perca a elasticidade e o viço, causando rugas, palidez, vasos arrebentados, bolsas sob os olhos, olheiras. Armas de defesa: Não fumar, cremes com vitamina C e estimuladores de colágeno e ácidos. Clima: O tempo frio resseca e o ar condicionado retira a lubrificação natural contínua. O tempo quente e úmido causa irritações e facilita infecções por fungos e bactérias. Armas de defesa: Hidratantes para o frio e talco para combater a umidade no corpo. Poluição: Pode obstruir os poros, dando aspecto grosseiro à pele. Armas de defesa: Sabonetes e adstringentes que limpem bem. Cremes gordurosos: Podem causar acne e cravos. Armas de defesa: adstringentes, séruns (ou soro, tipo de produto de consistência mais leve) e loções sem óleo. Alérgenos: Provocam vermelhidão e descamação (alergias a bijuterias, detergentes, maquiagens, tintas e esmaltes, etc). Armas de defesa: cremes com corticóides receitados por dermatologistas e cremes com silicone-dimethicone para proteger. * Fatores internos Fatores hormonais: Baixa de estrógenos pós menopausa causa rugas, flacidez, palidez e olheiras. Distúrbios com aumento de hormônios masculinos, como na síndrome de ovários policísticos, causam acne e eczemas. Armas de defesa: Na menopausa, reposição hormonal e cremes com estradiol. Para ovários policísticos, tratamento médico adequado a cada caso. Alimentação: Se for inadequada, com excesso de calorias propicia o surgimento de espinhas. Poucas proteínas deixam a pele flácida e com tendência às rugas. Armas de defesa: Dieta saudável, com proteínas, verduras, redução de carboidrato, sem muito sal e sem refrigerantes. Estresse: Aumenta os cortcóides naturais do organismo, facilitando atrofia da pele, perda de colágeno, déficit de circulação e aceleração do envelhecimento. Arma de defesa: exercício físico, que libera endorfinas que antagonizam o estresse. Doenças: Podem alterar a imunidade. A pele fica fragilizada e vulnerável às infecções. Múltiplas alterações podem ocorrer por doenças e por medicamentos. Armas de defesa: Consultar o seu médico. Ligia Kogos é médica dermatologista em São Paulo Yahoo! Brasil

Uruguai pede ao Brasil informações sobre vítimas do Plano Condor

Do Correio Braziliense O Uruguai pediu informações ao Brasil sobre as vítimas do Plano Condor, declarou nesta quarta-feira à AFP o ministro das Relações Exteriores uruguaio, Luis Almagro, em Genebra. "Conversamos com ministra dos Direitos Humanos (brasileira, Maria do Rosario Nunes) para avançar neste sentido", afirmou o ministro ao referir-se ao pedido feito em uma reunião com sua colega brasileira em Genebra, onde ambos concordaram em fazer deliberação no Conselho de Direitos Humanos da ONU. O pedido do Uruguai visa a "definir responsabilidades e para nos aproximarmos da verdade nos temas de violações dos direitos humanos (...) Essa aproximação da verdade serve para fazer justiça, obviamente", afirmou Almagro, que, por sua vez, solicitou informações da mesma natureza aos Estados Unidos e Paraguai. O Plano Condor foi uma rede de coordenação repressiva entre as ditaduras do Cone Sul, originada em 1974 sob o impulso do Chile, e que contou com a participação do Uruguai, Argentina, Brasil e Bolívia.

FOGO PÁLIDO

Mesmo que seja pálido Este fogo ainda existe. Mesmo que seja uma chama triste Sua luz em mim alumia! Mesmo estando escuro Há sinais de mais um dia. Mesmo apagando os versos Fica no coração a poesia! Gilberto Costa

Campanha da Fraternidade: 49 anos de amor ao próximo e referência democrática

Estamos na Quaresma, tempo em que a liturgia da Igreja convida os fiéis a se prepararem para a Páscoa, mediante a conversão, com práticas de oração, jejum e esmola. E é justamente na Quarta-Feira de Cinzas, que acontece um dos principais eventos da Igreja Católica no Brasil, o lançamento da Campanha da Fraternidade. A CF, como é conhecida, está na sua 49ª edição, é realizada todos os anos e seu principal objetivo é despertar a solidariedade das pessoas em relação a um problema concreto que envolve a sociedade brasileira, buscando caminhos e apontando soluções. Neste ano de 2012 a Campanha da Fraternidade destaca a saúde pública e suas variantes. Com o tema “Fraternidade e Saúde Pública”, e o lema “Que a saúde se difunda sobre a terra” (cf. Eclo 38,8); a CF de 2012 tentará refletir o cenário da saúde no Brasil, conscientizando o Governo da precarização de condições dos hospitais e mobilizando a sociedade civil para reivindicar melhorias. A CF é uma campanha conhecida em todo o país e reconhecida internacionalmente. Mas você sabe quando ela começou? Quem foram os seus criadores? A primeira Campanha da Fraternidade foi idealizada no dia 26 de dezembro de 1963, sob influencia do espírito do Concílio Vaticano II. Antes disso, o primeiro movimento regional, que foi uma espécie de embrião para a criação do atual modelo da “Campanha da Fraternidade”, foi realizado em Natal (RN), no dia 8 de abril de 1962, por iniciativa do então Administrador Apostólico da Natal, dom Eugênio de Araújo Sales, de seu irmão, à época padre, Heitor de Araújo Sales e de Otto Santana, também padre. Esta campanha tinha como objetivo fazer “uma coleta em favor das obras sociais e apostólicas da arquidiocese, aos moldes de campanhas promovidas pela instituição alemã Misereor”, explicou dom Eugênio Sales, em entrevista a arquidiocese de Natal, em 2009. A comunidade de Timbó, no Município de Nísia Floresta (RN), foi o lugar onde a campanha ocorreu pela primeira vez. “Quando no começo de 1960, eu estava concluindo meu trabalho de doutorado em Direito Canônico na Universidade Lateranense, em Roma, fui para a Alemanha onde tinha mais tranquilidade para o que desejava. Ali pude acompanhar a Campanha Quaresmal daquele ano para recolher o fruto dos sacrifícios em benefício dos povos que sofriam fome, como eles mesmos tinham sofrido 15 anos antes, logo depois da Segunda Guerra Mundial. O material para informação (homilias, boletins paroquiais, etc.) continha reflexões muito profundas. Trouxe para o Brasil todo o material para que pudéssemos adaptar aqui. Dom Eugenio Sales numa reunião do clero lançou a ideia. Foi feita uma lista e nomes, no fim venceu o nome "Campanha da Fraternidade". Ficamos satisfeitos com o nome, mas nunca imaginávamos que aquela pequena semente se transformasse no que é hoje”, disse o arcebispo emérito de Natal, dom Heitor de Araújo Sales. “Não vai lhe ser pedida uma esmola, mas uma coisa que lhe custe. Não se aceitará uma contribuição como favor, mas se espera uma característica do cumprimento do dever, um dever elementar do cristão. Aqui está lançada a Campanha em favor da grande coleta do dia 8 de abril, primeiro domingo da Paixão”, disse dom Eugênio Sales, no ato de lançamento da campanha, em Timbó (RN). Segundo dom Heitor, o papa João XXIII tinha lançado a ideia de que católicos de países ricos pudessem dar um pouco de suas vidas para ajudar na evangelização de outras terras. Chamavam-se "Voluntários do Papa". Assim vieram para cá missionários leigos dos Estados Unidos (EUA) e de outros lugares. Eles também ajudaram no começo da Campanha. A experiência foi adotada, logo em 1963, por 19 dioceses do Regional Nordeste 2 da CNBB (Alagoas, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte). Naquela época envolvidos pelo Concílio Vaticano II, os demais bispos brasileiros fizeram o lançamento do Projeto da Campanha da Fraternidade para todo o Brasil. Dessa forma, na Quaresma de 1964 foi realizada a primeira Campanha em âmbito nacional. Desde então, até os dias atuais, a CF é realizada em todos os recantos do Brasil. Em 20 de dezembro de 1964, os bispos brasileiros que participavam do Concílio Ecumênico Vaticano II, em Roma, aprovaram o fundamento inicial da mesma, intitulado “Campanha da Fraternidade – Pontos Fundamentais apreciados pelo Episcopado em Roma”. Em 1965, tanto a Cáritas quanto Campanha da Fraternidade foram vinculadas diretamente ao Secretariado Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). A partir de então que a Conferência dos Bispos Brasileiros passou a assumir a Campanha da Fraternidade. Nesta transição, foi estabelecida a estruturação básica da CF. “Naquela época, a Igreja se voltava a si, preocupada com a implantação do Concílio Vaticano II e em renovar as suas estruturas conforme as indicações conciliares. Daí surgiu a Campanha da Fraternidade. Ela, inicialmente se prestou a este objetivo. No entanto, a CF contribuiu na superação da dicotomia ‘Fé e Vida’, que, imbuída do espírito Quaresmal quer modificar a situação do fiel, em prol da vida e da justiça”, explicou o atual secretário executivo da Campanha da Fraternidade da CNBB, padre Luiz Carlos Dias. Em 1967, começou a ser redigido um subsídio para a CF auxiliando assim as dioceses e paróquias de todo o país. Nesse mesmo ano iniciaram também os encontros nacionais das Coordenações Nacional e Regionais da Campanha da Fraternidade. Em 1970, a Campanha ganhou um especial e significativo apoio, uma mensagem do papa Paulo VI para o dia do lançamento da Campanha, o que virou uma tradição entre os papas. A partir de uma análise dos temas abordados a cada ano, a história da Campanha da Fraternidade pode ser dividida em três fases distintas: de 1964 a 1972, os temas refletem um olhar voltado para a renovação interna da Igreja, provavelmente sob o influxo das reformas propostas pelo Concílio Vaticano II; de 1973 a 1984, aparece na Campanha a preocupação da Igreja com a realidade social do povo brasileiro, refletindo influências do Vaticano II e das Conferências Episcopais de Medelín e Puebla, sem deixar de lado a questão política nacional, que vivia uma de suas mais terríveis fases: a ditadura militar. A terceira fase, a partir de 1985, reflete situações existenciais dos brasileiros. Ao longo da história, as Campanhas abordaram questões do compromisso cristão na sociedade. Em alguns casos, as essas questões discutidas geraram o surgimento de Pastorais ou serviços no seio da Igreja. Foram levantados e debatidos temas como, em 1985, a questão da fome; em 1986, o problema fundiário; em 1987, o tratamento do poder público para com o menor. Em 1988, a campanha apelou por uma adesão a Jesus Cristo; em 1989, conclamou o povo a assumir uma postura crítica frente aos meios de comunicação social; em 1990, abordou a questão do gênero, chamando a atenção para a igualdade do homem e da mulher, diante de Deus; em 1999, chamou a sociedade e o poder público para discutir o problema do desemprego; em 2000, convidou as igrejas cristãs e a sociedade a lutarem pela promoção de vida digna para todos. Em 2001, levantou o problema das drogas e as consequências na vida das pessoas; em 2008, propôs o debate sobre a defesa da vida; em 2011, falou sobre a vida no planeta. Neste ano de 2012, a saúde pública será o foco das discussões. De acordo com o arcebispo de Ribeirão Preto, dom Joviano de Lima Junior, a saúde é “dom de Deus” e, enquanto tal é um direito que além de ser preservado, precisa ser conquistado. “Além disso, pensemos na importância da alimentação e da preservação do ambiente. Porém, não podemos nos esquecer das estruturas insuficientes dos hospitais e dos postos de saúde”, disse. (RE)

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

O GATINHO DE BRÍGIDA

O relógio marcava mais ou menos 14h00min naquela tarde de 20 de janeiro de 2012, uma sexta-feira. O sol estava de torar, como gostamos de nos referir ao Astro Rei em dia de quentura além do normal. E ali, no cruzamento da Manoel Dantas com Senador José Bernardo, próximo ao Sítio de Nevinha, deparei-me com uma garotinha de seus seis anos, cabelos loiros e cacheados, olhinhos de cores de candura distante! A testinha suada do calor prendia seus belos cachinhos e lhe davam uma candura angelical! Quando me viu, foi logo dizendo: “Meu gatinho fugiu. Não sei onde ele se encontra. Você viu meu gatinho por aí”? Não respondi de imediato. Demorei-me alguns segundos para fazê-lo. Quando tentei ajudá-la, o que saiu de mim foi um “ele se encontra na Capelinha de São Sebastião, no Serrote da Cruz. Foi rezar e se preparar para a procissão”! Ela me sorriu feliz e disse que seu gatinho deveria estar com sua avó, que também teria ido rezar na Capelinha de São Sebastião! Engoli em seco. Não falei uma palavra sequer e tentei segurar o choro. Por algum momento a garotinha esqueceu seu gatinho e se fixou em mim, fitando-me sem entender nada. Devo ter alterado minhas feições. Alguma lágrima deve ter escapulido. Mas com esforço consegui sorrir em retribuição. Afinal tinha, por inspiração, devolvido o encanto àquela criança! Seu gatinho não se tinha perdido. Logo voltaria para seus braços! E ela perguntaria como teria sido a festa de São Sebastião. Se ele teria comido picolés! Se teria comido algodão doce e pipocas! Se teria brincado com bolas de assopro! Se teria andado na roda gigante! E o gatinho de Brígida esfregar-se-ia em seus cachinhos dourados e ronronaria! Segui meu caminho de volta ao INSS. Já próximo à casa de Tarcísio e Celita, na Rua Celso Dantas, arrisquei-me olhar para trás. E lá estava a garotinha parada, acompanhando meu deambular e sorrindo! Foi o sorriso mais doce que já presenciei! O sorriso de gratidão! O sorriso de recuperação da estimação dela! O resgate de seu encantamento! Parei em frente à Igreja do Rosário e fiz um pedido a Nossa Senhora. Pedi para que o gatinho de Brígida voltasse de verdade para o seu convívio. Crendo no feito, senti-me aliviado e redimido de meu pecado de tê-la feito acreditar que seu animalzinho se encontrava num lugar que não tinha certeza que estivesse. Às vezes acontece, mas não foi por mal. Gilberto Costa

Consumo de peixe reduz risco de tumores cancerígenos em mulheres

Correio Braziliense Uma pesquisa publicada neste mês no periódico científico American Journal of Clinical Nutrition revela que o consumo de pelo menos três porções de peixe por semana reduz o risco de mulheres desenvolverem tipos específicos de pólipos de cólon — que podem evoluir para câncer colorretal (CCR). Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) indicam que o câncer no cólon e no reto é o terceiro tipo mais incidente em todo o mundo. No Brasil, as regiões Sul e Sudeste são as que apresentam mais casos da doença. O Rio Grande do Sul, estado com o maior número de portadores, tem, aproximadamente, 27 casos a cada 100 mil homens e 27,6 a cada 100 mil mulheres. Os pesquisadores do Vanderbilt-Ingram Cancer Center, dos Estados Unidos, justificam que a gordura ômega-3, presente em peixes como atum, sardinha e salmão, é capaz de diminuir a inflamação no corpo e ajudar a protegê-lo contra a doença. Para chegar à conclusão do estudo, cerca de 5,3 mil pessoas se submeteram à colonoscopia — exame endoscópico do intestino grosso indicado para diagnosticar tumores iniciais e detectar doenças inflamatórias no intestino e outras patologias. Durante a pesquisa, os participantes revelaram com que frequência consumiam peixes. Também foram analisadas amostras de urina para encontrar biomarcadores — instrumentos que identificam uma substância tóxica ou condições adversas antes que haja danos à saúde.

Consumo dos brasileiros deve atingir R$ 1,3 trilhão este ano, estima Ibope

O consumo no Brasil deve atingir R$ 1,3 trilhão este ano, segundo pesquisa divulgada nesta terça-feira (28) pelo Ibope, na capital paulista. O valor corresponde a 30% do Produto Interno Bruto (PIB), que é soma de todos os bens produzidos e serviços prestados no país. Para este ano, o Ibope prevê que o consumo cresça em torno de 13,5% em relação ao ano passado. A Região Norte, segundo o instituto, é a que apresenta o maior potencial de expansão (26,5%), seguida pelas regiões Nordeste (24,1%), Sul (19,7%), Centro-Oeste (19,4%) e Sudeste (6,5%). Hoje, a Região Sudeste, que concentra 42% da população brasileira, é responsável por mais da metade de tudo o que é consumido no país (53,5%). Em seguida aparece a Região Sul, que concentra 14,3% da população e é responsável por 16,4% do consumo. Da Agência Brasil

Pai diz que Fred fingiu lesão para escapar da seleção

Mesmo navegando em águas tranquilas, com o Fluminense campeão da Taça Guanabara e tendo feito dois dos três gols tricolores na final, o atacante Fred se viu envolvido numa nova polêmica nesta terça-feira. O jornal "Extra" publicou reportagem sobre revelações feitas pelo pai do jogador, "seu" Juarez, durante a festa da comemoração do título conquistado com o 3 a 1 sobre o Vasco. Segundo a reportagem, "mesmo ciente de que a conversa era gravada", o pai de Fred contou que no ano passado o filho simulou uma contusão para não precisar jogar pela seleção brasileira. Na ocasião, ele chegou a se apresentar, foi examinado pelo médico da seleção e liberado. Três dias depois da partida contra a Argentina, Fred atuou os 90 minutos do jogo do Fluminense contra o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro. - Lembra aquele jogo contra Corinthians? Ele não quis ir (para a seleção, em seguida, no Superclássico contra a Argentina). Ficou com raiva porque na Copa América ficou no banco. Não foi o banco, mas depois ele convocou o Damião e colocou o Pato no banco, e meteu o Damião de titular. Aí, ele ficou puto e disse que não ia, que não queria. Eu disse: "Calma. Aí que são as malandragens". No jogo contra o Corinthians, pediu para os médicos (do Fluminense) ligarem para os médicos da seleção dizendo que estava com dor muscular. Não tinha nada, ele não queria ir - conta "seu" Juarez ao "Extra". O texto da reportagem relata ainda outro trecho da conversa em que o pai de Fred dá mais detalhes do caso. - Ele me disse: "Pai, fiz um negócio que você vai me bater hoje. Eu não vou viajar de madrugada (para o jogo da seleção)". Eu disse: "Você é louco, você acabou o jogo (contra o Corinthians), você acha que o Mano (Menezes) é otário?" Ele disse que não ia. Eu estava em casa brigando com ele e não deu outra, o Mano ligou. Ele disse: "Ah, professor, estou com dor muscular". O Mano mandou ele se apresentar do jeito que estava (clique aqui para ler a reportagem do "Extra"). O Fluminense divulgou nota em que esclarece a situação de Fred no caso. Segundo o clube, o jogador de fato sentiu dores musculares e a lesão foi constatada por exames realizados pelos médicos da seleção. A CBF e o jogador ainda não se manifestaram sobre a polêmica. Confira a íntegra da nota oficial do Fluminense: "O Fluminense Football Club esclarece que, de fato, o atacante Fred relatou dores musculares após o jogo contra o Corinthians, em 11 de setembro de 2011. O departamento médico do Fluminense deu ciência aos médicos da Seleção sobre o problema, como de praxe. Fred havia sido convocado para o jogo contra a Argentina, no super Clássico das Américas e viajou para a Argentina no dia seguinte. Já na Argentina, Fred voltou a sentir dores e foi submetido a exames realizados pelos próprios médicos da Seleção Brasileira. Os exames confirmaram a contusão do atleta, que acabou sendo desligado. Em documento datado de 13 de setembro de 2011, endereçado à Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), com cópia para o Fluminense, a CBF formalizou o corte do atleta". Da Agência O Globo

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Hóstia alucinógena faz beatas atacarem padre na Itália

Algumas fiéis da Santo Espírito de Campobasso, na região central da Itália, abraçaram o crucifixo, outras começaram a ter visões de santos. Outras, por sua vez, começaram a bater no padre e gritar: "Você é o demônio". Toda essa confusão no último domingo (19) aconteceu porque as hóstias foram feitas com uma farinha alucinógena em vez da farinha comum. Trata-se de um caso de "ergotismo", uma intoxicação alimentar causada por farinhas de cereais contaminadas por esclerócios que atingem a safra do grão. Esses organismos microscópicos contêm uma grande quantidade de fungos, perigosos para a saúde, entre os quais costumam encontrar-se muitos agentes psicotrópicos, parecidos com o ácido lisérgico, ou LSD. Assustado, o padre da Igreja de Campobasso foi obrigado a se esconder na sacristia à espera da polícia. A retirada dos fiéis foi confusa, lembrando os protestos antiglobalização ocorridos na cúpula do G-8. (vi no @CorreiodoBrasil)

PARA UM BLUES INICIANTE

Sim, fui um catador de lixo! Mexi no lixo, como tantos que procuram alguma coisa de valor desprezada por quem muito tem. E na minha catação, encontrei um VIALEJO! Depois de limpo nas correntezas do Rio Seridó, onde nossa casa se encontrava margeada em sua esquerda, passei a soprá-lo. O som que saía era meio fúnebre e meu pai o chamava de “som funeral”! Mas eu gostava e tocava interessado somente em mim, alheio às observações acerca da sonoridade que diferia do forró, da valsa, do tango, da toada, enfim de todos os sons ouvidos no rádio de oito elementos e da rebeca de Seu João das Vacas! Hoje sei que meu som se tratava de um BLUES! E no meu caso um Blues saído do lixo! Um Blues de um grito de estridência em ritmo de suavidade, que na minha pouca idade, tive oportunidade de soprar num pedaço de LUXO encontrado no LIXO! O “SOM FUNERAL” que me criava um mundo libertador em harmonia que não sabia por que saía de dentro de mim! Era um som fantástico e fazia me isolar, para poder senti-lo em mim mesmo. Aquele som bruto, nascido como a própria vida, era-me estranho, mas trazia-me encantamento! Encantava-me por imaginar ser eu seu criador! Mas, numa madrugada, acordei e não encontrei meu VIALEJO... Ele sumira na repentina cheia do nosso rio. Quando senti o frio das águas no fundo da minha tipóia de rede, a primeira reação foi procurar meu amigo inseparável. Ele se tinha ido... E nem sequer se despediu de mim! Não o culpo, uma vez que não teve oportunidade de beijar-me de uma forma diferente do apenas convencional roçar de lábios! Imagino que ainda se encontre vivendo em algum abrigo de desaguação do nosso Seridó! Tomara que ainda entre lábios melancólicos! E nos braços de Beatriz! Um vialejo que não tem a sorte de Dante é um ser incompleto. E expele melancolicamente um canto funeral... Mais ou menos assim, nos meus sopros juvenis: Eu desejo um cálice No palácio de Alice. Alguém me disse, entre Nobreza não faz sentido. O meu lugar é dos Deuses Bem rogados. Minhas cobertas Cobrem os gritos afogados! Na catedral, está lá o meu Socorro. Eu desço o morro Para um blues iniciante! Minha comédia é divina Para Dante! Adeus menina Lá se vai seu viajante... Gilberto Costa

As dores do trabalho em pauta

Fernanda Zauli, de O Poti Você já ouviu falar em Ler/Dort? Muita gente pode não saber do que se trata, mas as Lesões por Esforços Repetitivos e os Distúrbios Ósteomusculares Relacionados ao Trabalho são doenças mais comuns do que se possa imaginar. Nesta terça-feira, dia 28 de fevereiro, é celebrado o Dia Mundial de Combate à Ler/Dort e o Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) irá promover um ciclo de palestras com o objetivo de esclarecer o trabalhador e a sociedade em geral sobre o tema. O evento acontece no auditório do CT-Gás, a partir das 8h, e é aberto ao público. Os termos Ler/Dort se referem a um conjunto de doenças que atingem músculos, tendões, nervos e articulações dos membros superiores (dedos, mãos, punhos, antebraços e braços) e, eventualmente, membros inferiores e coluna vertebral. Decorrem de sobrecarga do sistema músculoesquelético no trabalho, que vai se acumulando ao longo do tempo. De acordo com o diretor do Cerest/RN, Mário Soares, as queixas mais comuns são dor localizada, irradiada ou generalizada; desconforto, fadiga, sensação de peso, formigamento, dormência, sensação de diminuição de força, inchaço, enrijecimento muscular, choques nos membros e falta de firmeza nas mãos. Nos casos mais crônicos e graves pode ocorrer ainda sudorese excessiva nas mãos. "Quanto mais a gente divulgar as causas e os sintomas da Ler/Dort melhor para a saúde do trabalhador. Esse é um assunto que precisa se difundido e por isso nós estamos promovendo essas palestras", disse Mario Soares. O Cerest/RN elaborou uma cartilha sobre o tema para ser distribuída no dia do evento. De acordo com o material, para realizar o diagnóstico de Ler/Dort, o médico busca dados por meio da história clínica do paciente, levando em consideração as atividades realizadas pela pessoa tanto no trabalho, quanto no lazer. Em seguida, realiza um exame físico geral, dedicando especial atenção aos locais afetados, podendo solicitar exames complementares para esclarecer o diagnóstico. A cartilha esclarece que para uma boa evolução do tratamento é necessário diagnóstico precoce. O tratamento pode ser realizado por meio de fisioterapia, psicoterapia, acupuntura, atividades aeróbicas, tratamento medicamentoso, ou se necessário uma intervenção cirúrgica. A prevenção da Ler/Dort está relacionada com a constatação e eliminação dos fatores de risco, por meio de medidas corretivas, como: introdução de pausas de descanso, programas de treinamento de prevenção, adoção de equipamentos de proteção, modificações no processo e na organização do trabalho, adequação do mobiliário, máquinas, dispositivos, equipamentos e ferramentas com as características psicofisiológicas do trabalhador. Palestras No dia 28 de fevereiro serão cinco palestras referentes ao tema. A procuradora regional do Trabalho, Ileana Neiva Mousinho, irá falar sobre os pressupostos legais que tratam das relações entre o trabalho e a saúde do trabalhador. As Ler/Dort são reconhecidas como doenças do trabalho, tanto pelo SUS (Portaria 1339/ GM, 1999) como pelo INSS (anexo II do decreto 3.048/99). O evento conta ainda com palestras sobre ações de fiscalização nos ambientes de trabalho, e a Ler/Dort sobre a ótica do Controle Social, e ainda serão apresentados os indicadores do banco de dados da previdência. Saiba mais - Procure que tudo esteja bem perto, para que você não tenha que se torcer a todo instante e desviar-se da postura certa. - Nunca trabalhe com os pés suspensos, procure utilizar um apoio. - Se possível, alterne sua postura de trabalho. Por exemplo, se você fica só sentado, alterne entre ficar em pé ou ande um pouco. - Certifique-se das condições do piso para evitar tropeções e escorregões enquanto transporta carga. - Ajuste a altura do monitor de modo que a alinha superior do monitor fique no máximo na altura de seus olhos, nunca acima. - Se você trabalha sentado, fique atento à altura da cadeira. - Para levantar cargas pesadas do chão, dobre as pernas em pouco e encurve o tronco levemente. - Fora do trabalho, evite fazer tarefas que tenham o mesmo padrão de movimento daqueles feitos no trabalho. - Nunca carregue peso na cabeça. Isso leva a degeneração dos discos da coluna vertebral. - Todas as pessoas devem evitar colocar objetos pesados ou documentos em gavetas que estejam próximas ao chão.

Planos de saúde têm o prazo de sete dias para liberar a marcação de consultas

A chegada do outono acende a luz amarela para os usuários dos planos de saúde, especialmente para quem tem o hábito de recorrer ao pronto-atendimento dos hospitais privados ao invés de ir ao consultório médico. Nessa época do ano, o movimento nessas unidades chega a crescer 40% por causa do aumento dos problemas respitatórios. Para fugir das senhas e de horas a fio de espera, o consumidor pode optar pelas consultas agendadas. Há dois meses está em vigor resolução da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) que obriga os planos a ofertar o atendimento médico básico, consultas de pediatria, ginecologia e clínica geral em no máximo sete dias. Agora, o sucesso da medida depende em grande parte da pressão dos usuários. Se eventualmente não conseguirem ir ao consultório do médico dentro do limite estipulado pela lei, os consumidores devem acionar a operadora. Se mesmo assim a questão não for solucionada dentro do prazo, é preciso registrar a denúncia. “Se não conseguir atendimento, é muito importante que o usuário denuncie na ANS e na Justiça”, diz Joana Cruz, advogada do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec). Todas as especialidades médicas que fogem ao atendimento básico devem ser respondidas em até 14 dias. A norma está em vigor desde 19 de dezembro e o plano que não cumprir a medida à risca está sujeito a multa de R$ 80 mil. A advogada do Idec explica que ao entrar em contato com o plano para pedir o agendamento da consulta o consumidor deve anotar o número do protocolo do atendimento, o nome do atendente, a data e o horário do contato. Ela ressalta ainda que caso o atendimento indicado seja em outra cidade as operadoras devem pagar o transporte do paciente até o médico. Entre 2003 e 2010 o número de usuários de planos de saúde cresceu 44%. Entre dezembro de 2010 e setembro do ano passado (último dado disponível) o setor ganhou mais 1,4 milhão de usuários no país, chegando a 47 milhões. Um salto surpreendente empurrado em grande parte pela expansão do mercado de trabalho e da renda do brasileiro, mas que não foi acompanhado pelo crescimento da rede hospitalar e do quadro de médicos. A Resolução Normativa 259 foi publicada exatamente para colocar fim a espera que chegavam a exigir do consumidor mais de 30 dias para algumas consultas. A ANS só vai informar o balanço sobre a melhoria da oferta dos planos de saúde em junho, seis meses depois de a norma entrar em vigor. Enquete feita pelo Idec apontou que 49% dos entrevistados ainda desconheciam a norma da agência reguladora. A reportagem do Estado de Minas também conversou com usuários de planos e seguros de saúde: mais de 80% deles desconhecia a norma que entrou em vigor em dezembro. Demora A funcionária pública Ivânia Gonçalves é usuária da saúde privada e ficou surpresa ao tomar conhecimento da norma. Em janeiro ela tentou marcar um horário com o ortopedista e foi informada que só haveria consulta para abril. “Não reclamei porque ainda não tinha conhecimento dessa lei”, comenta a consumidora, que foi indicada para uma fila de espera superior a dois meses. No geral, Ivânia não considera fácil o agendamento de consultas. Ela cita um outro exemplo: “Troquei de médico e mesmo assim terei de aguardar 10 dias para uma consulta de avaliação da tireóide (endocrinologista). Foi muito bom tomar conhecimento dessa norma”. A administradora Mayara Torquato paga um seguro de saúde, mas alega dificuldades para encontrar um psicólogo disponível para atendimento. Ela chegou a tentar marcar hora com o especialista, que pela regra dos planos de saúde deve ser disponibilizado em 10 dias, mas desistiu. “Pago particular. Cada consulta custa R$ 140.” Quanto à política de reembolso, Joana Cruz também alerta para um ponto importante. Segundo ela, caso o usuário precise fazer uma consulta de urgência e o plano médico não disponibilize prestadores de serviço em sua área de cobertura, o reembolso deve ser integral, independentemente do percentual estipulado em contrato. “Existe uma diferença. Uma coisa é o consumidor escolher um prestador fora do convênio, outra é ele não ter escolha em um momento de urgência.” Há cinco anos o gerente operacional André Luiz Lopes tem plano de saúde, mas ele não costuma acompanhar as normas do setor, já que sempre que precisa de uma consulta vai ao pronto-atendimento e não ao consultório. O consultor de móveis Ricardo Pinto está decidindo se vai contratar um convênio de saúde pela empresa. “Acompanho minha sogra e vejo que ela enfrenta problemas para conseguir consulta com o plano. Já o SUS é ótimo na região onde moro”, compara. Honorários baixos, agendas restritas O crescimento do número de consultas passa pelo credenciamento de médicos e expansão da rede. No último ano, entidades médicas como a Federação Nacional dos Médicos (Fenam) e o Conselho Federal de Medicina (CFM) denunciaram que os honorários defasados estavam provocando uma restrição nas agendas dos profissionais. Apesar de serem credenciados aos convênios, muitos prestadores estavam restringindo o tempo de atendimento dedicado aos planos, o que também pesa na crise de oferta do setor. A Unimed-BH, maior cooperativa de planos de saúde da capital, reconheceu que a medida da agência reguladora foi importante para garantir a qualidade do setor. “Vai obrigar o mercado a cumprir o que nós já fazemos”, alfineta o diretor de Provimento de Saúde da Cooperativa, Luiz Otávio de Andrade. Ele garante que os usuários da operadora não têm enfrentado problemas. “Só este ano contratamos 150 médicos e hoje, a cooperativa mantém a média de 250 usuários por médico. A Organização Mundial de Saúde (OMS) indica a média de um médico para cada 1 mil habitantes”, compara. O diretor da Unimed-BH informa ainda que a cooperativa tem acompanhado em tempo real o processo de marcação de consultas. “Entre o ano passado e este mês, 220 mil consultas médicas já foram marcadas pelo agendamento on-line”, explicou, apontando a nova tecnologia como outra iniciativa da empresa para agilizar o atendimento. Entre 54 especialidades médicas, o diretor de Saúde Suplementar da Federação Nacional dos Médicos (Fenam), Márcio Bichara, acredita que pelo menos 30 ofereçam profissionais abaixo da demanda do mercado. Segundo Bichara, usuários das regiões metropolitanas e interior do estado costumam ter mais dificuldades para marcar consultas que os pacientes das capitais. “Desde a publicação da norma, não estamos percebendo no mercado grande movimento para credenciamento de médicos”, alerta. A reportagem do Estado de Minas procurou a Federação Nacional de Saúde Suplementar (Fenasaúde), que representa 15 grupos de operadoras privadas para comentar o tema. Mas a entidade se restringiu a informar que suas afiliadas estão cumprindo a legislação. A Associação Brasileira de Medicina de Grupo (Abramge) declarou em nota que a maior parte do que ficou decidido pela norma da ANS já é praticada pelo mercado. Para lembrar O que diz a regulamentação sobre o agendamento de consultas Serviço Prazo máximo (em dias) Serviços de laboratório em regime ambulatorial 3 Pediatria, clínica médica, cirurgia geral, ginecologia e obstetrícia 7 Clínica com cirurgião-dentista 7 Fonoaudiólogo 10 Nutricionista 10 Psicólogo 10 Terapeuta ocupacional 10 Fisioterapeuta 10 Diagnóstico e terapia em regime ambulatorial 10 Atendimento em regime de hospital-dia 10 Demais especialidades 14 Procedimentos de alta complexidade (PAC) 21 Atendimento em regime de internação eletiva 21 Urgência e emergência Imediato Fonte: ANS

Operação Impacto: Partes devem apresentar contrarrazões

Os recursos interpostos pelo Ministério Público e pelos 16 condenados de corrupção no processo da Operação Impacto estão agora sob análise do juiz da 4ª Vara Criminal de Natal, Raimundo Carlyle de Oliveira. A partir dessa fase, o magistrado determinará a intimação de todas as partes para contrarrazoarem os pedidos feitos. Após as devidas respostas, o processo deverá ser encaminhado para apreciação da Câmara Criminal do Tribunal de Justiça. Os 16 condenados requereram a absolvição por falta de provas enquanto que o Ministério Público Estadual solicitou o aumento das penas - em média - em mais dois anos e meio e a mudança das punições do regime semiaberto para o fechado. No recurso, os promotores do Patrimônio Público solicitaram também a reforma da sentença para condenar o presidente da Câmara Municipal de Natal, vereador Edivan Martins, pela prática de corrupção passiva, assim como o empresário Ricardo Cabral Abreu e José Cabral Pereira Fagundes, que foram inocentados pela prática do crime de lavagem de dinheiro. Quando chegar ao Tribunal de Justiça o processo deverá ser distribuído para um dos magistrados da Câmara Criminal, que é composta pelos desembargadores Caio Alencar, Rafael Godeiro, Virgílio Macêdo e Zeneide Bezerra. DNonline

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Avião com resgatados de base na Antártica deve voltar ao Brasil na madrugada de segunda-feira

O Hércules C-130, da Força Aérea Brasileira (FAB), enviado ao Chile para resgatar os militares e pesquisadores retirados da Estação Comandante Ferraz deve chegar a Punta Arenas, no Sul do país, às 3h da madrugada deste domingo (26), no horário de Brasília. Os brasileiros foram retirados da base depois do incêndio iniciado na madrugada de hoje e levados a Punta Arenas, por um avião argentino. De lá, eles vão embarcar no avião da FAB, de volta ao Brasil. Segundo a Aeronáutica, a viagem deve durar nove horas. A aeronave só deve pousar na Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro, entre a tarde de domingo e a madrugada de segunda-feira (27). Agência Brasil

Dom Jaime toma posse da Arquidiocese de Natal em cerimônia neste domingo

A partir da manhã de hoje, Natal terá um novo pastor para seu rebanho católico. Os diocesanos de Natal, cuja Arquidiocese engloba quase 90 municípios, recebem como novo arcebispo, o sexto da história da circunscrição eclesiástica, Dom Jaime Vieira Rocha, em substituição a Dom Matias Patrício, que estava no cargo desde 2004 e renunciou por ter alcançado o limite de idade para exercer a função, que é de 75 anos. Esta é a segunda vez que Dom Jaime substitui Dom Matias em uma diocese. A mesma situação aconteceu em Campina Grande, no ano de 2004, de onde Dom Jaime vem agora. A nomeação como Arcebispo de Natal, feita pelo Papa Bento 16, ocorreu ainda em 21 de dezembro do ano passado, mesma data em que foi acolhida a renúncia de Dom Matias e a sua transformação em Administrador Apostólico enquanto a posse não ocorria. A posse de Dom Jaime Vieira será firmada em uma celebração na Catedral Metropolitana e deverá contar com a presença de todos os bispos, padres e diáconos da paróquia, além de centenas de fíeis da Arquidiocese de Natal, e, também de outras dioceses, como Caicó e Campina Grande. A chegada do novo arcebispo de Natal está marcada para acontecer às 8h30, quando Dom Jaime chegará à igreja e será recepcionado pelo pároco da catedral, padre Aerton Sales. Em seguida, haverá o hasteamento das bandeiras e a execução do Hino Nacional, em frente ao templo católico. Em seguida, a prefeita do Natal, Micarla de Sousa, entregará ao Arcebispo as chaves da cidade e no mesmo local, Dom Jaime será saudado pela governadora Rosalba Ciarlini. Após este primeiro momento, que deverá ser realizado em pouco mais de 30 minutos, o novo arcebispo será conduzido até a Capela do Santíssimo Sacramento, localizada no interior da Catedral, onde ocorrerá um momento de oração. Logo em seguida, Dom Jaime Vieira se paramentará para o início da celebração da missa. No Rito Inicial da missa, o chanceler da Arquidiocese, padre Júlio César Cavalcante, apresentará as "Letras Apostólicas" (bula do Papa nomeando Dom Jaime como Arcebispo de Natal). O até então Administrador Apostólico, Dom Matias Patrício de Macêdo, passará o báculo para Dom Jaime, que significa justamente a passagem do governo arquidiocesano e o novo Arcebispo será saudado pelo padre Edilson Soares Nobre. Depois todo o clero da Arquidiocese se aproximará de Dom Jaime para lhe manifestar obediência e respeito. A missa segue o rito normal até que, no final, haverá a leitura da ata da posse. A Catedral Metropolitana deverá ter todos os seus mais de 2.500 lugares tomados pelos católicos para assistir a missa que celebra a mudança no comando da diocese. Paulo Nascimento, O Poti

Aftosa: RN agora corre atrás do prejuízo

Desde que o Rio Grande do Norte evoluiu de uma área de "risco desconhecido" para "risco médio" no mapeamento nacional da febre aftosa, se criou expectativa de que o estado não demoraria a se ver livre da sombra da doença - altamente contagiosa e que atinge principalmente bovinos, suínos, ovinos e caprinos. Na prática pouco aconteceu. Recentemente o RN se viu diante do perigo de ter sua classificação rebaixada pela falta de estrutura e ausência de ações eficientes. Alertado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o Governo do Estado se viu obrigado a mudar de postura, e agora corre contra o tempo para melhorar sua imagem junto ao Governo Federal. O passo decisivo é equipar minimamente o Instituto de Inspeção e Defesa Agropecuária (Idiarn), responsável pela segurança nos limites territoriais potiguares contra a aftosa. O órgão aguarda uma verba de R$ 300 mil prevista no orçamento para trabalhar em melhorias de estrutura. Em visita ao estado este mês, o então secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, Francisco Jardim - nomeado recentemente assessor especial do ministro - encontrou uma situação defasada. O banco de dados SIAPEC, que deveria registrar todos os estabelecimentos e o trânsito de animais dentro do estado, estava desatualizado desde 2010 por falta de pagamento da empresa que fazia a manutenção do sistema. Na atuação de campo, o órgão incumbido da missão de fiscalizar tem 18 fiscais para atender os 167 municípios do RN. As promessas são de melhorias, que começaram pela criação de um novo sistema. O diretor de Defesa e Inspeção Sanitária Animal do Idiarn, Marcelo Maia, conta que primeiro foi feita a migração do banco de dados anterior para o atual. Após a conclusão dessa fase, os fiscais vão a campo para colher informações que possibilitem a atualização dos números, montando um quadro fiel com a realidade das propriedades e rebanho do estado. Com os recursos concedidos pelo Governo do Estado, através da Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sape), novos equipamentos serão comprados. "Estamos enviando computadores para as unidades, e em cada uma delas haverá uma pessoa responsável por atualizar o banco de dados semanalmente", explica. Maia adianta ainda que o Idiarn trará de volta quatro profissionais exonerados de seus cargos para compor o quadro. São dois agrônomos e dois veterinários. Dá para atender todo o RN? "Seria necessário mais, porém ainda temos veterinários cedidos por outros órgãos ligados ao governo, como Emater [Instituto Técnico de Assistência Técnica e Extensão Rural]", acrescenta o diretor de Defesa e Inspeção Sanitária Animal. O Idiarn tem estrutura de 12 unidades espalhadas pelo estado, mais a central sediada na Secretaria Estadual de Agricultura. Os criadores, principais interessados no avanço da questão, garantem estar cumprindo as obrigações de vacinar o rebanho durante as duas campanhas anuais de vacinação contra a aftosa, mas não sentem a mesma motivação por parte do Governo do Estado. "Passamos o controleque fazemos, mas o governo não cumpre o que deveria", afirma o presidente da Associação Norte-riograndense de Criadores (Anorc), Marcos Teixeira. Além da aplicação das vacinas, o RN tem de cumprir uma lista de itens técnicos, que no conjunto assegura o controle da doença nos limites estaduais. O atraso nas medidas efetivas deixa o RN para trás. Os estados de Pernambuco, Piauí, Maranhão, e a parte centro-norte do Pará receberam até o último dia 17 auditorias do Mapa que podem deixá-los como zonas livres de aftosa. Ceará e Alagoas serão auditados em março. Com a impossibilidade de acompanhar o ritmo dos vizinhos de região, o Idiarn espera conseguir uma auditoria no segundo semestre. Ao lado do RN, a Paraíba também apresentou o que o Mapa classificou como "deficiências relevantes" no combate à aftosa. Após as auditorias, e se os estados forem aprovados, o Ministério dá o aval para a realização do inquérito soro epidemiológico, que verifica a ausência do vírus nos territórios. O passo seguinte é o reconhecimentointernacional como zona livre, que é dado pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). O Poti

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Caixa suspenderá saques e cartão de débito para atualizar sistema

Os correntistas da Caixa Econômica Federal (CEF) não poderão sacar dinheiro nem usar cartões de débito por duas horas e meia nesta madrugada. Por causa da adaptação dos sistemas para o fim do horário de verão, o banco suspenderá os serviços das 23h59 deste sábado (25) - 22h59 no horário novo - até a 1h30 de domingo (26), também pelo horário novo. Todos os horários se referem ao fuso de Brasília. Segundo a Caixa, os cartões de crédito não serão afetados pela interrupção no sistema. Os clientes podem fazer normalmente as operações de crédito nesse período. Da Agência Brasil

Pesquisadores brasileiros desenvolvem método de previsão de enchentes

Pesquisadores da equipe do cientista Antonio Donato Nobre, professor visitante do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e pesquisador titular do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), desenvolveram um modelo matemático que ajuda a prever a ocorrência de enchentes e o percurso que tomará o rio em caso de enxurradas. “Conseguimos encontrar uma relação matemática que descreve uma propriedade física da paisagem, da topografia, que liga com a hidrologia”, disse Nobre, ao falar sobre o modelo matemático Hand (sigla em inglês para altura acima da drenagem mais próxima da topografia). O método, chamado de paisagem inteligente, permite o entendimento da dinâmica da água do rio em caso de enchente. Com o processamento matemático, os computadores, que dispõem de imagens do revelo captadas por ônibus espacial, desenham maquetes digitais e, assim, permitem a visualização nas zonas próximas dos percursos da água, que podem ser afetadas com uma eventual enchente. Segundo o cientista, essas zonas são as que têm possibilidade de cheia, as mais sujeitas a inundações. "É esse o mapa que nós oferecemos”, resume Nobre. Se a informação da maquete digital for comparada com imagens da efetiva ocupação dos terrenos (disponível no Google Earth), é possível saber quais ruas, residências, prédios comerciais e equipamentos públicos podem ser tomados pelo rio, em caso de cheia. “A descoberta facilita visualizarmos a espacialização dos riscos”, destaca o pesquisador. As imagens das áreas vulneráveis, a previsão do comportamento do rio cheio, os dados sobre o volume de chuva e as condições de absorção do solo, junto com a previsão meteorológica, permitem que a Defesa Civil trabalhe antecipadamente e evite que desastres naturais provoquem mais mortes e acidentes. O sistema pode ser refinado conforme a resolução das imagens disponíveis e com o fornecimento de informações sobre o funcionamento das galerias pluviais nas cidades e o desmatamento em áreas de encosta. Nobre disse à Agência Brasil que já foram produzidas maquetes digitais de todas as bacias da América do Sul e que já ocorre aplicações do método na Europa. O modelo matemático criado pelo cientista e equipe foi tema de três artigos publicados em revistas científicas internacionais, como o Journal of Hydrology, produzido em Amsterdam (Holanda), e disponível em inglês no link http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0022169411002599. Além de prever o comportamento dos rios em enchentes, o método da paisagem inteligente pode ser útil para a agricultura e o meio ambiente, ao apontar com mais precisão as áreas que precisam ser efetivamente protegidas e as áreas que podem ser usadas para a lavoura. “É o jogo do ganha-ganha”, afirma Nobre. Apesar das possibilidades de uso para agricultura sustentável, na discussão do novo Código Florestal, os parlamentares não consideraram efetivamente a metodologia – a proposta voltou à Câmara dos Deputados, após sofrer modificações no Senado. “Nossa pretensão é esclarecer a sociedade brasileira. Os políticos já estão esclarecidos”, conclui o cientista. Da Agência Brasil

Brasileiro morre em acidente em estação na Antártida

Pelo menos um brasileiro morreu no incêndio ocorrido na madrugada deste sábado da Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF). Os detalhes ainda estão sendo apurados pelo Comando da Marinha e pelo Ministério da Defesa. A identidade do brasileiro vítima do acidente ainda não é conhecida. O acidente ocorreu na Praça de Máquinas, local onde ficam os geradores de energia, por volta das 2 horas (horário de Brasília, 1 hora em Pernambuco), segundo nota da Marinha do Brasil. Na nota, a Marinha ainda não fala em mortos, mas a informação foi confirmada por um oficial da Defesa. Segundo a nota da Marinha, um militar ficou ferido e dois estão desaparecidos. Os integrantes do Grupo-Base (militares da Marinha responsáveis pela manutenção e operação da EACF) trabalham no combate ao incêndio. Já os 30 pesquisadores, um alpinista que presta apoio às atividades de pesquisa e um representante do Ministério do Meio Ambiente que estavam na Estação no momento do acidente foram transferidos de helicóptero para a Base chilena Eduardo Frei, segundo a Marinha. Eles partirão em aeronave da Força Aérea Argentina para a cidade de Punta Arenas, no Chile. Permanecem na EACF, além do Grupo-Base, 12 funcionários do Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro. O Navio-Polar “Almirante Maximiano”, da Marinha, partiu de Punta Arenas em direção à EACF para prestar o apoio necessário. Ainda segundo a nota, dois navios da Marinha da Argentina e dois botes da Estação polonesa de Arctowski apoiam as ações nas imediações da EACF. E três helicópteros da Base chilena também prestam apoio. A Marinha afima que um Inquérito Policial Militar foi instaurado para apurar as causas do acidente. Da Agência O Globo

Nelson Mandela é internado com dores abdominais

Ícone sul-africano da luta contra o apartheid, Nelson Mandela, de 93 anos, foi hospitalizado por causa de dores abdominais. A informação foi dada pelo presidente da África do Sul, Jacob Zuma, neste sábado. Zuma divulgou um comunicado pedindo respeito à privacidade de Mandela. O presidente não informou em qual hospital ele está sendo tratado das dores no estômago. Mac Maharaj, porta-voz do presidente, disse que não poderia dar mais informações sobre Mandela, mas garantiu que haverá boletim regulares sobre seu estado de saúde. Mandela foi o primeiro presidente negro na África do Sul em 1994, após passar 27 anos na prisão por causa da sua luta contra o racismo do apartheid. Ele recebeu um Prêmio Nobel da Paz por sua atuação. Com a idade, porém, Mandela tem limitado suas aparições públicas. Ano passado ele chegou a passar alguns dias no hospital por causa de uma infecção respiratória aguda. Desde então, ele não apareceu em público. Da Agência O Globo

Casamento e divórcio mais baratos no RN

Casar pode ficar mais barato no Rio Grande do Norte. Se divorciar, mais barato ainda. Esses e dezenas de outros processos podem ser barateados se a Lei de Custas for modificada, como quer o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJ-RN). Caso a proposta seja aprovada no Plenário do TJ e seguir para aprovação da Assembleia Legislativa (AL), o Poder Judiciário potiguar será pioneiro no país a reduzir seus próprios tributos. A título de exemplo, hoje no Estado, um casamento custa R$ 291 e passará para R$ 196, ou seja, 32% a menos. O divórcio, de R$ 518 poderá ter redução de 52%, passando a custar R$ 250,80. A proposta arredonda os valores cobrados desde 2010 e reflete diretamente no bolso de quem precisa gastar dinheiro com papelada judicial, extrajudicial ou ofício de notas, como escrituras, registros, notificações e averbação. A intenção é que os novos preços passem a ser cobrados assim que o anteprojeto de lei, elaborado pela Corregedoria Geral de Justiça, passe a ser um projeto, seja encaminhado à Assembleia Legislativa, se torne lei e seja sancionada pela governadora Rosalba Ciarlini (DEM). Mas a expectativa é boa, segundo avaliação dos desembargadores Judite Nunes, presidente do TJ, e Cláudio Santos, corregedor-geral, do presidente da seccional estadual da Associação dos Notários e Registradores do Estado (Anoreg-RN), Francisco Araújo Fernandes, e do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RN), Paulo Eduardo Teixeira. Ontem eles concederam uma coletiva de imprensa para falar sobre o assunto. As mudanças se refletirão em nova rotina nas secretarias judiciárias de distribuição processual ou nos 170 cartórios em funcionamento no Rio Grande do Norte. O desembargador Cláudio Santos explicou que as alterações foram precedidas de ouvir, durante quatro meses, os donos de cartórios e membros do Poder Judiciário. "Há uma diminuição muito significativa no geral para a população ter acesso não apenas às ações judiciais, mas principalmente nos serviços cartorários. Um cidadão, hoje, que compra um apartamento através de um contrato de compra e venda e não registra no cartório. Noventa por cento não faz isso. Resultado: a construtora pega o edifício em construção e dá em hipoteca ao banco. O consumidor que compra fica desprotegida legalmente porque não registrou a promessa de compra e venda no cartório", explicou. O Poder Judiciário potiguar afirma que a medida facilita a vida da população porque diminui o valor que os cartórios cobram e pela ausência do pagamento do Imposto de Transmissão Intervivos (ITIV), já que o TJ diminuiu os custos da aquisição dos imóveis. Nesse caso a redução foi significativa: um edifício, por exemplo, que custou R$ 196 mil, passa hoje a pagar R$ 10 mil pelo registro. Exorbitante "Estamos diminuindo impostos, tributos. Desconheço qualquer entidade que tenha feito isso no Brasil. Alguns cartórios não gostaram, mas o que importa é que a população pague menos", destacou Cláudio Santos. "Alguns cartórios nos disseram que alguns custos eram exorbitantes". A desembargadora Judite Nunes afirmou que a intenção é atender melhor e facilitar o acesso da população aos serviços judiciais e extrajudiciais. "Queremos tornar os serviços mais acessíveis. Uma justiça mais justa e mais adequada à situações práticas. Tudo que a gente puder melhorar devemos fazê-lo. A corregedoria tomou a iniciativa com total respaldo da Presidência. Se estava exorbitante e não adequado, tínhamos que fazer isso, propor essa diminuição", destacou. A associação que representa os 170 cartórios se mostrou otimista com a proposta e mudança da tabela de preços. "Mesmo que haja redução do valor cobrado pelos cartórios, haverá redução nos emolumentos, só que a curto prazo. A nosso entender, a longo prazo, por causa do custo mais baixo, vai haver maior procura da população para regularizar documentos. As pessoas vão se sentir estimuladas a regularizar sua documentação", observou Francisco Araújo Fernandes, presidente da Anoreg-RN. "Foi um trabalho em conjunto. Apoiamos a iniciativa daCorregedoria, e fomos convidados a colaborar. Sugerimos algumas situações, que foram aceitas pelo desembargador Cláudio Santos". Superávit de R$ 3,2 milhões A correção nos tributos estabelecidos pela Lei de Custas diz respeito também a uma distorção identificada pelo Conselho Gestor do Fundo de Compensação dos Registradores Civis das Pessoas Naturais (FCRCPN). Apesar da verba paga nos cartório se secretarias judiciais só poder ser usada para esses custos, foi observado pelo conselho um aumento excessivo da quantia de vida ao fundo em cada ato praticado. Entre setembro de 2010 e outubro de 2011, por exemplo, o superávit foi de R$3.202.444,43, já levando em conta os valores compensados às serventias que praticaram atos gratuitos e às serventias deficitárias."Havia uma taxa de 10%, destinada a ajudar nas custas de remuneração dos cartórios por serviços gratuitos como as certidões de nascimento, por exemplo. Essa taxa foi diminuída para 5%. Estava sobrando dinheiro nessa conta", concluiu o desembargador Cláudio Santos. DNonline

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Vazamento na Adutora Monsenhor Expedito deixa 30 municípios sem água

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande (Caern) está com uma equipe de manutenção trabalhando para consertar um vazamento na tubulação de 600 milímetros, da Adutora Monsenhor Expedito, que rompeu nas imediações da ponte sobre o Rio Trairí, na RN-316, proximidades de Monte Alegre. Com o incidente, ficarão momentaneamente sem receber água todas as cidades abastecidas por aquele sistema adutor. O gerente da Regional Litoral Sul, João Alberto Dantas, informa que o bombeamento será reativado no final da tarde deste sábado (25), quando o abastecimento será gradativamente normalizado. A Companhia solicita a compreensão da população e alerta para a necessidade de reduzir o consumo de água durante o período, como forma de minimizar os efeitos da paralisação. O reabastecimento deverá ser totalmente normalizado em 48 horas, com o atendimento às cidades e comunidades localizadas no final da adutora. O desabastecimento vai atingir, além de Monte Alegre, os municípios de Lagoa Salgada, Lagoa de Pedras, Bom Jesus, Boa Saúde, Serrinha, São José de Campestre, Lagoa D’Antas, Passa e Fica, Serra de São Bento e Monte das Gameleiras, na região Agreste. Também ficarão sem água durante o pequeno período as cidades de Santa Cruz, no Trairí, Japi, São Bento do Trairí, Jaçanã, Coronel Ezequiel, Campos Redondo, Lajes Pintadas, Tangará, Sítio Novo e Serra Caiada. Os municípios de Senador Elói de Souza, Ielmo Malrinho, São Paulo do Potengi, São Pedro do Potengi, Santa Maria, além de Lagoa de Velhos, Barcelona, Rui Barbosa e São Tomé também ficarão momentaneamente ser receber água. DNonline

Dilma dá puxão de orelha e enquadra militares que criticaram o governo

Do Estado de Minas A presidente Dilma Rousseff, irritada com os militares da reserva pelas críticas polêmicas publicadas em nota contra o governo, acionou o ministro da Defesa, Celso Amorim, para que enquadrasse o grupo. Em plena quarta-feira de cinzas, Amorim convocou uma reunião com os comandantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica, mais o chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas, general José Carlos de Nardi, e expressou sua contrariedade com o manifesto do Clube dos Militares, divulgado na semana passada. A forte reação da presidente Dilma, materializada no puxão de orelha que Amorim deu nos oficiais, surtiu efeitos rápidos. Nessa quinta, o site do Clube Militar publicou nota em que os presidentes da entidade “desautorizam” o texto anterior, que havia sido assinado por eles próprios. Segundo um integrante da cúpula do Ministério da Defesa, durante a reunião, que levou à publicação da retratação, Amorim teria dito aos comandantes que o Clube Militar extrapolou no direito à manifestação ao fazer referência a uma atitude da presidente Dilma Rousseff, já que ela é a comandante suprema das Forças Armadas. “A crítica à presidente é inaceitável. Foi um erro grave do Clube Militar”, apontou o interlocutor do ministro. Na nota, os presidentes dos clubes Naval, Militar e de Aeronáutica, todos oficiais da reserva, afirmam que a “preocupação” da presidente Dilma “em governar para uma parcela da população sobrepuja-se ao desejo de atender aos interesses de todos os brasileiros”. O texto cita as declarações da ministra de Direitos Humanos, Maria do Rosário, ao Correio, em que ela afirma a possibilidade de condenações criminais contra torturadores a partir de informações coletadas pela Comissão da Verdade. Os militares atacam a presidente por não ter vindo a público “contradizer a subordinada”. No entanto, o remendo foi considerado “lacônico” e, portanto, insuficiente. Horas mais tarde, após o Correio procurar porta-vozes do Clube Militar em busca de justificativa para o recuo, ambas as notas tinham sido retiradas do ar. Para pessoas próximas ao ministro da Defesa, a suspensão de qualquer menção ao tema no site teria deixado o chefe da pasta satisfeito. Punição Ontem, interlocutores palacianos afirmaram ao Correio que a presidente Dilma Rousseff ficou “extremamente contrariada” com a nota dos militares e telefonou para o ministro Celso Amorim para que tomasse providências. Na conversa, eles comentaram a “insubordinação” dos militares da reserva. O estorvo alcançou proporções tão grandes que, no governo, chegou-se a buscar a possibilidade de punição para os oficiais da reserva na legislação. Ao final, ficou acertado que o Palácio do Planalto não se manifestaria oficialmente sobre o assunto e que a iniciativa de repreender os comandantes seria creditada ao ministro. A autonomia de Amorim em tomar esse tipo de atitude decorre de uma alteração na lei que rege a organização das Forças Armadas, de 2010. Desde então, o ministro da Defesa passou a exercer, legalmente, a direção superior das Forças Armadas. Como resultado da mudança, Celso Amorim não precisaria pedir permissão à presidente Dilma para atuar em situações de crise. Mas interlocutores da presidente asseguram que a iniciativa partiu dela: “O Celso Amorim fez isso a mando dela. Essa reação tem tudo a ver com o jeito Dilma de agir”, declarou uma fonte palaciana. A estratégia seria uma forma de evitar mais atritos com as Forças Armadas, especialmente pela proximidade da instalação da Comissão da Verdade, que irá investigar, por um período de dois anos, violações dos direitos humanos cometidas durante a ditadura militar. A aprovação do projeto ganhou forte resistência de setores militares, que acusam a iniciativa de “revanchista”. Dilma Rousseff está analisando os nomes que irão compor a comissão, que deve começar os trabalhos de apuração em menos de três meses. A avaliação dos próprios comandantes das Forças Armadas também é de que os oficiais do Clube Militar, apesar de não representarem os da ativa, exageraram. Pesou também, para a decisão de recuar, a possibilidade de embates com o governo prejudicarem a negociação de reajustes salariais da categoria. Porta-voz O Clube Militar é uma instituição centenária, com sede no Rio de Janeiro, que congrega oficiais da ativa, da reserva remunerada ou reformados, com o intuito de estreitar os laços entre os integrantes das Forças Armadas. A entidade tem atuação em todo o país e são os oficiais da reserva que presidem os clubes. Essas associações costumam ser porta-vozes de manifestações políticas da categoria, já que os oficiais da ativa são proibidos de emitir declarações com teor político. Com extensa representatividade até o regime militar, após a democratização os clubes militares começaram a ter uma atuação esvaziada.
Um minuto para falar tudo Antes do silêncio do minuto. Um brilho mexendo na frente Da gente! Um aceno sorridente, Gesto produzido somente Para recepcionar o carinho! Mais um aceno acompanhado De outro aceno não mais sozinho. Um par de sons compassado, Gerado no passado da concepção! Choro! Valeu a pena dizer não À interrupção da gravidez! Valeu não deixar a vida sem vez! Gilberto Costa

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Comissão especial da Câmara vota Lei Geral da Copa na terça-feira

A discussão e votação do parecer do relator, deputado Vicente Cândido, (PT-SP), ao PL 2.330/11 – Projeto de Lei Geral da Copa do Mundo de 2014 – na comissão especial criada para analisar a proposta do Executivo, estão previstas para a próxima terça-feira (28), às 14h30, depois de terem sido adiadas no dia 14, a pedido dele. O parecer do relator já havia sido entregue à comissão e publicado no portal da Câmara na internet, mas a assessoria de Vicente Cândido informou que ele pediu o adiamento da votação para fazer ajustes no texto, que seriam discutidos com o governo e a Federação Internacional de Futebol (Fifa), organizadora da Copa de 2014 e da Copa das Confederações em 2013, que também faz parte do projeto. No substitutivo ao projeto do governo encaminhado ao Congresso Nacional, Vicente Cândido alterou pontos do texto original encaminhado pelo Executivo, para cumprir os acordos entre o governo e a Fifa sobre a Copa, mas, mesmo assim, permaneceram divergências em alguns pontos do projeto. Uma das maiores polêmicas do projeto é a discussão sobre a meia-entrada para estudantes e idosos, que acabou virando uma nova categoria de ingressos, ao custo de R$ 50. O ingresso atenderá também a outros grupos sociais como índios e beneficiários do Bolsa Família, segundo o substitutivo elaborado por Vicente Cândido. Outro ponto que causa divergências é a permissão para a venda de cerveja nos estádios das 12 cidades-sede da Copa de 2014, que o relator incluiu no projeto para atender à Fifa. Há também muita contestação sobre os direitos de marketing exclusivos da Fifa na Copa do Mundo. Da Agência Brasil

FATOS SEM FOTOS DA FOLIA

A COLOMBINA DO ARMÁRIO Fim do relacionamento conjugal. A tristeza que há tempo pesava sobre o espinhaço daquela jovem, ainda na fulô da idade. Festa de Santana e nada, não conseguia sair de casa nem para assistir às novenas! Noite de Natal e Ano Novo, mesmo jeito, recolhimento total. E era de dá dó naquela menina! Carnaval 2012! Um rebuliço desde o início de fevereiro começa a tomar conta da pobre recolhida. E ela mexeu no guarda-roupa e encontrou algumas peças que lhe caíam bem. Afinal, ainda exibia e mantinha a estética quase intacta. Dava para impressionar, segundo lhe respondia o espelho! Prepara-se para sair no Camburão da Folia e desiste. Vem a quinta-feira e ela resolve promover sua reestreia no PSICOLFOLIA. Não tem jeito. Teme o falatório. E chega a sexta-feira! “Virgens do Treme-Treme ou Quengas do Magão”? Virgem não. Virgem treme! Melhor quenga. Quenga aguenta rojão! E sai fantasiada de mãe recém parida! Improvisando um bebê, promove sua irreverência como se estivesse amamentando. E foi tomando uns goles de samanaú! E foi ficando solta! E começou a dar uns pinotes! E não agüentou mais ficar na solidão e foi buscando outros braços... E em pouco tempo, no meio de suas duas almas gêmeas, uma cabeça de carne e osso! E o inxirido cantando: “Mamãe eu quero, mamãe eu quero mamar...”! Ali na Senador José Bernardo, próximo ao Bar de Seu Rosimiro, alguém pergunta: “Cadê o boneco”? E o descarado, largando momentaneamente o peito da colombina responde: “foi pra galera! E discostas”! LIBERDADE À PORTA BANDEIRA Sábado de carnaval. Bloco do Magão. Cruzamento da Seridó com Coronel Martiniano e dois amigos se encontram! Parece milagre aquele encontro não programado em meio a tanta gente! Apertos de mãos! Abraços! A felicidade comum estampada em seus rostos! Em seguida um pergunta para o outro: - E a namorada? Ficou em casa? Ta na boa felizardo! A resposta: -“Não, ela está solta na folia! O dono da pergunta raciocina rápido e dialoga consigo mesmo! Fundamento anti-chifre número um: “Jamais um mestre-sala deve permitir o livre-arbítrio a sua porta-bandeira”. E dispara no meio da multidão! O amigo, sem entender a atitude repentina do outro, indaga-lhe: - Ei, vás pra onde? E ele: - Recompor a Comissão de Frente! A BUFA DA TERÇA-FEIRA O relógio apontava 19h00min h. Proximidade do Açougue Público. E ela parte silencioso, tendo os narizes foliônicos como destino! Dispersão total no Bloco do Magão! Corre corre! Todos transformando as mãos em máscaras! Abre-se um corredor na avenida! Alguém pergunta: “O que foi”? A resposta: “Uma bufa! A mais tirânica que já senti! Acho que esse infeliz deve ter passado todo o carnaval guardando essa bufa para só liberá-la hoje, terça-feira! Ah, cão”! E cada um passa a dar opinião sobre a intrusa. E os pontos de vistas eram os mais diversos até alguém sair como essa: “Que nada, essa bufa é cultural”! “Cultura porra nenhuma, isso é enxofre puro”, rebate o exaltado! E trava-se o diálogo: - É cultural, sim, insiste o autor da sacada. E foi uma homenagem a Chiquinha Gonzaga! - Como, indaga o folião inconformado? - Essa foi a bufa Ô Abre Alas! E todos caíram na gargalhada! E seguiram o percurso cantando: “Ô abre alas que eu quero passar...”. Gilberto Costa

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

EM RAZÃO DISTANTEEM RAZÃO DISTANTE

Em razão distante, eu sinto Quando durmo com a lua, Quando penitencio ao sol Sua permanente candura! Eu importuno constantemente Os astros com louvores de boemia. Não respeito o descanso da noite E muito menos o labor do dia! Minha norma é a poesia solta, Livre ou provida de métrica Como se possa imaginar Sua extensão estética. Conjugado em variados versos E flexionado em todos os verbos, Surge em emoção o coração. Dessa vez como um ser pensante Em desafio ao meu cérebro; Esse órgão em razão distante! Gilberto Costa

EXEMPLO

Parece uma praça, mas não é. Parece o jardim da casa de alguns prefeitos, mas não é. Parece um parque de lazer, mas não é. Parece a frente de um hotel, mas não é. Na verdade é um cemitério de Serra Negra do Norte, no estado vizinho do Rio Grande do Norte, a 45 km de Patos. Essa cidade é um exemplo que deve ser seguido pelos prefeitos, especialmente do estado da Paraíba que não tratam bem a coisa pública, mas alguns inventam viagens a outros estados, a cidades do Sul e Sudeste, tendo um grande exemplo bem pertinho, praticamente em todos os seus aspectos, descartando, no momento, apenas o trânsito. Morei em Serra Negra do Norte de 1969 a 1971 e mesmo criança, com cinco anos, lembro-me do número exorbitante de casas de taipas, esgotos a céu aberto, matagal tomando de conta de algumas ruas, o povo escravizado e controlado pelos coronéis na época. Há algum tempo Serra Negra do Norte não tem uma casa de taipa. Todas as ruas estão calçadas, a estação de tratamento de esgotos funcionando normalmente, as praças organizadas, os prédios públicos limpos e organizados. No Rio Espinharas foram construídas sete barragens, evitando alagamentos na época de inverno. Existe uma área de lazer à margem do Rio Espinharas, servindo à população do município e de cidades vizinhas, inclusive Patos. Não se vê animais soltos nas ruas. As escolas funcionam normalmente, com merenda escolar de qualidade. A saúde é um exemplo para uma cidade daquele porte, pois existe um hospital/maternidade atendendo a população com médicos todos os dias. O prefeito, diferente de muitos de cidades pequenas, mora no próprio município. Sem falar nas fábricas de bonés e mosqueteiros, superando proporcionalmente, Caicó (RN) e Patos (PB). Tudo bem que ainda persistem problemas, como qualquer outra cidade, mas se torna um exemplo para municípios da Paraíba, onde as cidades continuam de pior a pior e sequer o gestor municipal mora na cidade, passando a administrar os municípios os primeiros ministros, que são aqueles secretários que quando você procura o prefeito para resolver algo, ele procura saber o que é e em seguida, afirma: “É, isso aí só com o prefeito e infelizmente ele não está na cidade.” E quando você indaga: Ele vem quando? “Eu não posso informar, mas o senhor ligue depois para a Prefeitura.” E assim, continua a situação, o desmando com a coisa pública. Afirmo para todos, que o Cemitério Público de Serra Negra do Norte é mais organizado do que alguns prédios de prefeituras de nossa região. Não conheço o prefeito daquele município, não sei a que partido o mesmo pertence, sei apenas, que Serra Negra do Norte, devia servir de exemplo para muitos gestores públicos, que recebem em média 700 mil reais por mês e que não fazem nada no município. José Gonçalves

Não sei se ela é INGRATA, a quarta-feira, mas que é visível a diáspara de foliões, isso sim. Gilberto Costa

QUARTA-FEIRA DE CINZAS
Eu vi Caicó recolher sua fantasia. Eu vi Caicó se despir de sua alegria E vi quando se despediu de seus foliões No cálido amanhecer do sertão! Eu vi Caicó ser puxado pelo Magão. Eu vi desenhado no seu coração O retorno da realidade Do que antes era a cidade! Eu vi Caicó com seus matizes. Eu vi Caicó esconder suas cicatrizes E quando rescindiu seu contrato Com o Reinado de Momo acertado! Eu vi Caicó fechar seus quartos. Eu vi Caicó apagar seus rastros, Ficando tudo fotografado Do carnaval que foi brincado! Gilberto Costa

O LUGAR DO PONTO

O lugar do ponto não pode Ser básico. Não pode ser trágico - Um simples sinal de pretexto – Para finalizar o texto. O lugar do ponto não pode Indicar apenas abreviação. Interrogação. Exclamação! O lugar do ponto pode ser Mais de um: dois pontos E ponto-e-vírgula juntos! O lugar do ponto também é O assunto. É a laçada de linha - O ponto que a muitos seduz - O enigmático ponto de cruz! O lugar do ponto não é estanque. É adesivo que estanca sangue! É a parte de qualquer discurso. É o recurso. É o concurso. É o exame e também a dúvida! O lugar do ponto não define O ponto. É aquele lugar sublime! É como algodão entre cristais O ponto colocado no ponto exato; Aquele ponto mágico! E o nosso ponto de honra Onde será que se encontra? É preciso encontrar o lugar Do ponto nosso de cada dia. E que seja ao menos na poesia! O ponto onde ainda se possa crer. O ponto de fé e alegria! Gilberto Costa

Dupla invade a TV Mossoró faz um verdadeiro arrastão - deixa funcionario amarrado e foge no carro de reportagem

Uma dupla invadiu a sede da TV Mossoró, na Rua Juvenal Lamartine no centro da cidade, por volta de 20 horas de terça feria 21 de Fevereiro de 2012, fez um verdadeiro arrastão. Segundo informações do funcionário os dois indivíduos chegaram ao local e abriram o portão externo da empresa e forçaram uma porta de vidro que dá acesso as instalações da TV. Dentro eles dominaram o funcionário e furtaram monitores, Hd's dos computadores, Notebooks e fugiram na viatura de reportagem da empresa, deixando o funcionário amarrado dentro de uma das salas da TV. O carro foi visto trafegando com duas pessoas dentro no bairro boa vista, por volta de 20 horas e 30 minutos. Um adolescente localizou o veiculo abandonado ao lado do Caic do Bairro Carnaubal, com as portas abertas e a chave na Ignição. O garoto procurou um telefone publico e acionou a Central de Operações da Policia Militar. Os policiais da Viatura 215 foram a sede da TV procurar alguma informação e ouviram os gritos com pedido de socorro do funcionário, trancado dentro da sala. O veiculo foi levado para a delegacia de plantão, juntamente com o funcionário. O Câmera

Quarta-feira de cinzas

A quarta-feira de cinzas é o primeiro dia da Quaresma no calendário cristão ocidental. As cinzas que os cristãos católicos recebem neste dia são um símbolo para a reflexão sobre o dever da conversão, da mudança de vida, recordando a passageira, transitória, efêmera fragilidade da vida humana, sujeita à morte. Ela ocorre quarenta dias antes da Páscoa sem contar os domingos ( que não são incluídos na Quaresma) ou quarenta e seis dias contando os domingos. Seu posicionamento varia a cada ano, dependendo da data da Páscoa. A data pode variar do começo de fevereiro até à segunda semana de março. Alguns cristãos tratam a quarta-feira de cinzas como um dia para se lembrar a mortalidade da própria mortalidade. Missas são realizadas tradicionalmente nesse dia nas quais os participantes são abençoados com cinzas pelo padre que preside à cerimónia. O padre marca a testa de cada celebrante com cinzas, deixando uma marca que o cristão normalmente deixa em sua testa até ao pôr do sol, antes de lavá-la. Esse simbolismo relembra a antiga tradição do Médio Oriente de jogar cinzas sobre a cabeça como símbolo de arrependimento perante Deus (como relatado diversas vezes na Bíblia). No Catolicismo Romano é um dia de jejum e abstinência. Como é o primeiro dia da Quaresma, ele ocorre um dia após do carnaval. O secretário geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Leonardo Ulrich Steiner, abre, na Quarta-feira de Cinzas, 22, às 14h, na sede da Conferência, em Brasília (DF), a Campanha da Fraternidade-2012. O tema proposto para a Campanha deste ano é “Fraternidade e Saúde Pública” e o lema “Que a saúde se difunda sobre a terra”, tirado do livro do Eclesiástico.
Por Joamma Diniz

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Minha pessoa é meu corpo

O entendimento da relação entre o corpo e a mente, a saúde e o bem estar, estão propostos na psicologia do corpo, do movimento e do esporte a partir de uma recente teoria chamada de bipolar, que é maneira de encarar com maestria os campos da psicologia da consciência corporal e da psicologia desportiva de forma moderna, livre de entraves passados e sempre inovadora. Apesar de expressa de forma diferente, cada vez que a Teoria bipolar se refere ao corpo também se refere automaticamente à mente, indistintamente, sem dualidade, eles não existem, são unos. Nós somos o nosso corpo e cada dia aumenta mais a nossa expectativa de vida, atrelado a esse crescimento aumentam as doenças e as desordens cerebrais, gerando o questionamento, será que nós podemos viver muito, bem e sãos mentalmente. A unificação do corpo com a mente responde essa indagação: o que faço com o meu corpo, o meu treinamento físico, me prepara psicologicamente, reciprocamente, qualquer evento mental repercute em meu corpo.Portanto como desintegrar essa relação sistêmica entre eles dois? Nosso corpo/mente luta constantemente para vivenciar as atividades do dia a dia. Os exercícios físicos desempenham papel importante na descoberta do corpo/mente, na personalidade, na vivencia da autenticidade, no principio da individualidade, onde cada um é e tem o seu próprio jeito de ser, de agir e de se legitimar. Com essa teoria bipolar, onde o corpo é considerado da mesma natureza da mente, se amplia a afirmação de que a presença de uma pessoa é um fenômeno total, onde nenhum dos dois se manifesta isoladamente. Proporcionalmente à medida que a influencia da pessoa se desvincula do corpo, permite uma maior expressão da mente e depende menos dele. Não concordo, baseado no que li que a estagnação do técnico durante uma partida contribua com a performance de sua equipe. Por mais que ela tenha se submetido bem aos treinamentos, existem situações ocasionais que precisam ser manipuladas, estimuladas ou não, então palavras de ordem tais como avante, vamos La, você pode, entre outras, não devem atrapalhar e sim ajudar ao desempenho do atleta. O Brasil ganhava o jogo final na copa do mundo de futebol em 1958, com o treinador Feola dormindo ou não no banco de reservas. Vinha de resultados adversos, inclusive um deles incomoda até os dias atuais, a fatídica derrota dentro do Maracanã, estava bem preparado e o futebol já era massificado dentro do país. Ora, se não há dicotomia entre o corpo e a mente, eles são unos, porque não estimular o corpo através da mente. Ora, desculpem-me alguns dos leitores que não entenderem o que escrevi. Como posso cobrar dos meus alunos/atletas, respostas aos estímulos emitidos pela minha voz para sua mente/corpo em campo/quadra, se os meus treinamentos não foram satisfatórios para que seu corpo/mente obedeça. Mente sã e corpo são esse é o nosso legado. Prof. Ms. Marcos Antonio Medeiros do Nascimento Profissional de Educação Física - CREF 00722-GPB Rua Francisco Vicente, 227 – Patos – PB - Brasil phone: 55+83+3422.2330 celphone: 55+83+8884.2330 com patosemcena

Presidenta pede atenção aos motoristas na volta do feriado de carnaval

A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (20) que os brasileiros que estão curtindo o carnaval devem ter cuidado ao pegar as estradas no retorno para casa. Em seu programa semanal Café com a Presidenta, ela lembrou que a maioria dos acidentes de trânsito registrados nesta época do ano poderia ser evitada “com um pouco mais de atenção e responsabilidade”. Segundo Dilma, no ano passado, mais de 27 mil motoristas foram multados apenas nas estradas federais porque estavam dirigindo alcoolizados. “Tem gente que ainda acha que pode beber e dirigir e que nada de ruim vai acontecer, mas não é assim, a gente sabe. É preciso mudar esse comportamento – álcool e volante não combinam mesmo”, disse. Ela ressaltou que o motorista que bebe fica com os reflexos mais lentos para reagir a uma situação de perigo, além de perder a noção de distância, por exemplo, em relação a uma curva mais perigosa. “Se beber, é melhor pegar uma carona com o amigo, ir de táxi, de ônibus ou até adiar um pouco a viagem.” De acordo com a presidenta, desde o dia 15 de dezembro até o próximo domingo (26), o governo realiza uma operação integrada em rodovias federais, estaduais e municipais. Na Operação RodoVida, a Polícia Rodoviária Federal, as polícias rodoviárias estaduais e os órgãos de segurança pública dos estados trabalham de forma articulada com o objetivo de reduzir os acidentes violentos no país. “Agora, no carnaval, a Polícia Rodoviária Federal está com 9.200 policiais nas estradas para evitar, principalmente, o excesso de velocidade, a embriaguez e as ultrapassagens em local proibido. Além disso, os policiais contam com 1.800 bafômetros para evitar que as pessoas que consumiram bebidas alcoólicas continuem dirigindo e coloquem em risco a sua própria vida e a vida dos outros”, explicou. Agência Brasil

Polícia apreende 20 CNH´s e registra três mortes nas rodovias no Carnaval

O Comando de Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE) divulgou um balanço parcial de ocorrências na Operação Carnaval nas rodovias potiguares. Até as primeiras horas da manhã desta segunda-feira 20 carteiras de habilitação haviam sido apreendidas, devido embriaguez ao volante. De acordo com o tenente-coronel As barreiras foram montadas em trechos de pólos do Carnaval potiguar como Muriú, Pirangi, Areia Branca e Macau. Também foram registrados três acidentes com vítimas fatais, um na RN-120 entre João Câmara e Bento Fernandes, outro na BR-406 em direção ao município de Macau e o último na madrugada de domingo em Muripu. DNonline

domingo, 19 de fevereiro de 2012

Hoje é dia de Garota Safada, Forró da Curtição entre outras atrações no Carnaval de Caicó

Se apresse você que pretende passar o Carnaval em Caicó, distante 256 quilômetros de Natal. A folia começa amanhã e a programação será intensa até a Quarta-feira de Cinzas. Durante uma semana inteira, a cidade não para e há opções para se divertir diariamente de manhã, à tarde, à noite e de madrugada. Haja fôlego e disposição para curtir toda a programação. A cidade, que tem 63.147 habitantes, praticamente triplica a quantidade de pessoas em circulação nessa época do ano, incluindo-se aí os visitantes e milhares de pessoas de cidades vizinhas que curtem a programação momesca. Caicó tem um dos carnavais mais antigos e tradicionais do Rio Grande do Norte. Nos últimos anos os organizadores o credenciaram como o terceiro maior do Nordeste, só perdendo para Salvador e Recife/Olinda. O reinado de momo em Caicó inclui os arrastões dos blocos de rua Ala Ursa do Poço de Sant'Ana e Treme-Treme, a Troça do Caldo no Mercado Municipal, a festa privada no Caicó Iate Clube à tarde, e uma verdadeira mistura de ritmos à noite, com as atrações musicais na Ilha de Sant'Ana, na região central da cidade. Os blocos de rua são puxados por orquestras de frevo. Já os clubes e a Ilha de Sant'Ana em geral trazem atrações variadas. A programação no Iate Clube, por exemplo, tem nomes de peso como Garota Safada, Ricardo Chaves, Prabalá e Forró Pegado. Na Ilha de Sant'Ana vão tocar Capilé, Marquinhos Carrera, Inala, Forró Suado, Pegação, Cavalo de Pau, Os Mimosos, Forró dos Plays, Prabalá, Só a Nata, Saia Rodada, Pawlera do Brasil, Cavaleiros do Forró, Cavalo de Aço, Canindé Moreno e Banda Nagib, entre outros. Infraestrutura O maior problema do Carnaval de Caicó é a infraestrutura hoteleira da cidade. Há apenas dois ou três hotéis de médio porte. A saída encontrada é o aluguel de casas para blocos inteiros ou famílias que passam o Carnaval na cidade. Os menores preços praticados giram em torno de R$ 2 mil por temporada. Haja churrascos e festas privadas regadas a cerveja gelada. Um refresco ao escaldante sol da região do Seridó. Com relação à segurança pública, o comandante do 6º Batalhão de Polícia Militar, major Walmary Costa, disse que 250 homens serão disponibilizados para fazer patrulhamento nas ruas durante a folia, fora o efetivo normal da cidade. "Além das viaturas, vamos contar com dezesseis câmeras de vigilância, sendo 15 com giro de 180 graus e uma de 360 graus. Tudo será gravado em tempo real, operadas pelos funcionários de uma empresa privada que instalou os equipamentos e nossos policiais", disse o oficial. "No percurso dos blocos Ala-Ursa e Treme-Treme serão utilizadas plataformas elevadas para observação e patrulhas inseridas entre os foliões. Mas esperamos que a festa seja tranquila como sempre foi. Nunca há ocorrências de grande relevância. É um Carnaval de paz". Na semana passada foram definidos os últimos ajustes na infraestrutura do Carnaval de Caicó. Os delitos serão trazidos para o setor de triagem, onde a Polícia Civil fará os trâmites legais. De acordo com a prefeitura, os paredões de som que atrapalham o percurso dos blocos de rua serão combatidos. Não será permitido equipamento sonoro alto nas vias públicas fora da Ilha de Sant'Ana depois das 22h. Para garantir ainda mais segurança, o Ministério Público expediu recomendação para que seja delimitadas saídas de emergência, em caso de evacuação de um grande contingente de pessoas do complexo. Nos percurso das agremiações serão utilizadas estações de observação e patrulha no meio dos foliões. Numas das principais via de acesso ao município, a BR-427, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) prometeu migrar seus esforços para a circulação de foliões que se deslocam para os balneários, em especial o Iate Clube, e cidades vizinhas, como Jardim de Piranhas e Jardim do Seridó. O principal objetivo será coibir os casos de embriaguez ao volante e outras modalidades criminosas como o tráfico de drogas. Já o Corpo de Bombeiros concentrará esforços no sentido de vistoriar os locais onde acontecem eventos carnavalescos, disponibilidade deguarda-vidas para áreas de uso público e apoio aos blocos de rua e na Ilha de Santana. Serão usadas três viaturas de resgate, uma ambulância, uma embarcação no açude Itans e duas motos. No quesito saúde, segundo a secretária da pasta em Caicó, Lúcia Batista, será instalado um pronto-atendimento com o apoio dos bombeiros na Ilha, para atendimento de ocorrências de menor gravidade, com médicos e enfermeiros, além de ambulância para o transporte de casos graves para os hospitais do Seridó e Hospital Regional, que contarão com escalas de plantão de 24 horas. Magão esteve desmotivado, mas leva bloco Um dos principais responsáveis pela fama do Carnaval de rua de Caicó, o artesão e músico Ronaldo Batista de Sales, conhecido como "Magão", um dos fundadores do bloco Ala Ursa do Poço de Sant'Ana, revelou ao Diário que esse ano não se sentiu motivado na temporada de preparação para a folia. Mais uma vez ele encontrou dificuldades financeiras para colocar o bloco na rua, que normalmente arrasta 50 mil foliões pelas ruas da capital do Seridó. Em 2012, serão 15 bonecos gigantes que acompanham o arrastão do Magão. O carnavalesco tem uma orquestra com 30 músicos e esse ano adquiriu um novo equipamento de som, mais potente, e montou uma rádio FM. "Todo mundo disse que iria me apoiar, mas quando os gastos chegaram a R$ 20 mil, ninguém mais quis colaborar", argumentou ele, cujo orçamento do Ala Ursa esse ano gira em torno de R$ 75 mil. "Comecei a fazer carnaval em 1981 e sempre foi difícil juntar dinheiro, mas esse ano me senti desmotivado. Não tinha aquela 'doideira' que tomava conta de mim mesmo com as dificuldadesnos anos anteriores". Do total do orçamento, Magão receberá R$ 50 mil de apoio do Governo do Estado, mas afirma que "disseram que vou ter que dividir com o Treme-Treme. Com exceção desse apoio do governo, não recebi um centavo da prefeitura. Acho pouco apoio, mas quem sou eu pra dizer nada? Só sou conhecido no Carnaval. Faço o Carnaval do jeito que posso. Se deixar as pessoas felizes e realizadas, estarei satisfeito", desabafou. Treme-Treme Embora mais recente, a Associação Recreativa e Cultural Bloco Carnavalesco "Treme-Treme" já ganha milhares de adeptos, especialmente no público mais jovem. O objetivo este ano é promover seis arrastões, sempre a partir da 17h. A concentração dos foliões acontece na Av. Cel. Martiniano. DNonline

CHUVA – ELIXIR DO SERTÃO

As nuvens ficando escuras Faz a caatinga em acenos florir. Tapetes verdes, frescuras! No cercado o gado a mugir! Lá do céu partindo a esperança Que em gotejos se espalha no chão. É a certeza de um ano de bonança; É a tristeza que deixa o coração! Rejuvenesce o nordestino Que parecia dormir acordado. Ergue com força de menino A enxada que havia guardado. O todo Forte dos “Sertões” Obra Neste momento é meiguice! Agradece a Deus e não cobra, Esquece algumas tolices! Toda terra antes encoberta Dominada pela a incerteza. O corisco mostra, o trovão desperta! Surge viçosa a natureza! O sol que enegrecia a pele. Agora coberto de nevoeiros. Desperta o sabiá que expele De seu bico um canto no poleiro! A tristeza da seca passada Cede alegria ao inverno presente. A chuva a todo instante esperada É o que faz germinar a semente! Gilberto Costa

Veículo capota na BR 427, próximo a Caicó

Um capotamento foi registrado na manhã desta sábado, 18, próximo a comunidade Barra da Espingarda, no município de Caicó, seridó do estado, quando vinha com destino a Natal. Segundo informações do Sargento Pereira, que passava nas próximidades no momento do acidente, o condutor Francisco de Assis Dantas Filho, natural de Caicó, perdeu o controle do carro, possivelmente, por ter cochilado ao volante. O veículo Fiat Ducato, prata, de placas NNQ 9034, pertence a empresa de medicamentos Transer. Apesar da gravidade do acidente, a vítima sofreu apenas escoriações leves. DNonline

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Ídolo do Axé cai e torce o pé no primeiro dia de Carnaval

Depois de se apresentar na abertura do Carnaval de Salvador nessa quinta-feira (16), Netinho levou um susto. Ele tropeçou e caiu na escada de um hotel, mas os foliões que estão festejando na Bahia não precisam se preocupar. Por meio de sua página do Twitter, o cantor tranquilizou os fãs e afirmou que não aconteceu nada grave. “Que decepção boa: Caí na escada do Hotel Mercury, fui ao médico e deu apenas chulé, é mole! Tudo certo pra arrebentar amanhã Vamo que vamo! Foi só uma torção na escada do Mercury. Já estou bom e liberado pra cantar e pular amanhã com o Bloco Alô Inter 17h30. ALEGRIA.” Como ele mesmo ressaltou, Netinho é presença garantida em cima do trio elétrico e comanda a festa com o Bloco Alô Inter, nesta sexta-feira (17), no circuito Barra/Ondina. Já no sábado (18), ele agita os foliões no Bloco Happy, no circuito Ondina/Barra. o fuxico

Hora do dia determina um maior risco de infecção

Estudo realizado por cientistas da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, diz que a hora do dia pode ser um fator de risco importante para o organismo desenvolver uma infecção. A explicação seria a alteração numa proteína essencial ao sistema imune e que sofre interferência do relógio biológico do corpo. A pesquisa, publicada na revista científica “Immunity”, mostrrou o momento em que a infecção piora, e pode ajudar a desenvolver medicamentos mais eficazes para reforçar as defesas das células. Plantas, animais e mesmo bactérias passam por uma rotina diária de 24 horas, o ritmo circadiano. O jet lag, por exemplo, é o que acontece quando o corpo fica fora de sincronia com o ambiente depois de cruzar fusos horários. E já se sabe que ocorrem variações no sistema imune ao longo do dia. O estudo americano tentou investigar mais detalhadamente este fenômeno para melhorar a ação das defesas celulares. Então os cientistas foram pesquisar uma das proteínas envolvidas no processo de detecção de invasores, como o receptor nove (TLR9), capaz de reconhecer o DNA de bactérias e vírus. No laboratório, quando houve pico na atividade da TLR9, os roedores apresentaram melhor resposta imune, comentaram os cientistas. Em humanos com sepse, a intoxicação do sangue, há maior risco de morte entre 2h e 6h. E nos testes com os animais, a gravidade da sepse coincidiu com as mudanças na atividade da TLR9. — Encontramos um link direto molecular entre os ritmos circadianos e o sistema imunológico, que pode ter implicações importantes para a prevenção e o tratamento da doença. Parece que as interrupções do nosso relógio biológico interferem na nossa suscetibilidade a micro-organismos nocivos — diz o pesquisador Erol Fikrig, que conduziu o estudo na Universidade de Yale. Isto pode significar que as drogas precisam ser dadas em determinadas horas do dia para atuarem de forma mais eficaz. Outra ideia é desenvolver fármacos que possam acionar o relógio do corpo para colocar o sistema imunológico em sua fase mais ativa. Da Agência O Globo