quinta-feira, 26 de maio de 2011

A escolha entre a farra e a fidelidade


Muitas vezes temos vontade de está em um relacionamento sério com todas as responsabilidades que um compromisso impõe só que não é tão fácil, pincipalmente se você é jovem. Não podemos programar quando vamos nos apaixonar, mas quando isso acontece não é fácil abrir mão das farras com os amigos, principalmente quando os amigos são festeiros. A sociedade é mais complacente com os homens, eles sempre estão em farras masculinas, como futebol, chopinho com os colegas de trabalho, já nós mulheres sempre temos que nos policiar pra ver onde estamos indo e por quem estamos acompanhadas. Muitas vezes temos que abrir mão de algo que nos faz feliz para satisfazer conveniências de uma sociedade preconceituosa e retrógrada. A sociedade não aceita a mulher independente, nos obrigam a convivência com o sexo oposto como se isso fosse a única forma de ser íntegra e honesta. A mulher infelizmente, ainda não pode viver sua independência, mesmo sendo solteira tem de enfrentar uma série de cobranças da sociedade. Você tem por obrigação ter um namorado ou então você será rotulada de lésbica ou de garota de programa ou será considerada anormal, as pessoas não aceitam que você simplesmente não quer compromisso e que o seu desejo é somente aproveitar a vida como achar conveniente.
 A velha questão filosófica ser ou não ser, continua mais atual que nunca e se você está indecisa entre ser o que realmente quer e o que a sociedade lhe impõe, siga a sua intuição e prepare-se para enfrentar as consequências, mas com certeza você encontrará a resposta que procura. Lembre-se que ser feliz deve ser a principal escolha.
Por: Joamma Diniz

A ESPERA DO ACASO


Sinto um desejo queimar meu corpo, um fogo que me consome com voracidade. Menino luz a brincar com a emoção na dança da noite, envolvente paixão.
Em seu olhar deixa transparecer emoção, espalhando no ar o aroma do amor. Num canto de paz entregar-se ao coração daquele rapaz, desabrochando lentamente como uma flor ao toque do mais puro sentimento. Entrelaçar-se nos desejos de um sonho real, esquecendo formas e pensamentos, apenas um momento!
O amor não existe, utópicos sonhos que ousamos ter para tudo acabar mais uma vez em pó. Nunca mais olharei seus olhos ou ouvirei suas falsas palavras, nem sentirei o gosto amargo do seu beijo, nem o toque suave de sua pele. Quero esmagar esse amor qual vento sobre a rosa.
Por: Joamma Diniz

A Estação


Certa noite nossa turma de faculdade saiu para uma aula de campo na estação ferroviária de Patos; enquanto o professor explicava, comecei a observar que alheia ao movimento da cidade, a estação se mantém durante anos, assistindo ao vai e vem de pessoas, carros e trens e aquele silêncio e ar antigo que teima em persistir no meio da cidade nos convidam a uma reflexão sobre nossa história, enquanto esperamos na estação trem da vida passar.
Por: Joamma Diniz 

ADEUS


Como é difícil ter que ir e te deixar, te abraçar e resistir, dar adeus, me despedir. É impossível te deixar e não sofrer, sorrir pra não chorar, pois em todo o meu caminho, o teu amor vai me guiar. O amor é a solução para afastar a solidão até quando eu voltar.
Adeus, alguém precisava dizer. E esse alguém era eu, mas com que coração? De que forma? E tudo parecia está bem, mas não foi bem assim que eu sonhei. Não queira te ferir, me perdoa. Eu tentei, deixei meu coração em suas mãos descobri que o nosso amor foi pura ilusão.
É difícil ver o fim, mas tenho que esquecer. Eu vou seguir sozinha tentando não sofrer por você. Mesmo assim eu vou tentar abrir novamente o meu coração para o amor. E se um dia você me encontrar pelos caminhos da vida, quem sabe não seja nossa vez de amar.

Carnaval


Festa da carne, momento em que muitos dizem que ninguém é de ninguém. A festa de carnaval movimenta o Brasil inteiro desde as capitais ao interior, o ritmo toma conta do corpo e da alma e as pessoas se envolvem. O som do axé, do samba, do frevo, da mistura de ritmos, cria um momento de alegria natural que contagia e aquece os corações.
Mas a festa de carnaval não é uma unanimidade, muitos consideram a festa da perdição, onde valores são corrompidos e todos se sentem no direito de agir de acordo com a vontade, afinal é carnaval. Não importa se você ama o carnaval, espera o ano inteiro para vestir a fantasia ou se você é daqueles que aproveitam essa época do ano para se refugiar em algum lugar tranquilo, o que importa é aproveitar esse momento para se divertir o lado das pessoas que você gosta não importando o ritmo escolhido.
Por: Joamma Diniz

COISA DE MULHER


Ser mulher às vezes é muito complicado e se tratando da relação com os homens pode ser ainda pior. Quando estamos apaixonadas o mundo é cor de rosa, ele é simplesmente prefeito, desde o olhar até aquele sapato que parece ter sido do bisavô. E se as amigas fazem algum tipo de comentário, logo damos o veredito; elas estão com inveja. Esse comportamento é clássico, pelo menos entre as mulheres que conheço. Mas, se estamos solteiras o nosso comportamento merece uma analise, é impressionante como a mulher vive em busca de um namorado. Sair de casa sem maquiagem é um pecado mortal, você resolve ir a padaria comprar pão e como quem não quer nada encontra o seu novo vizinho e ele te vê sem maquiagem é o fim. Ele nunca vai olhar pra você. A relação da mulher com a maquiagem é um caso a parte, quem não adora um corretivo, uma base, um pó, pra não falar dos batons e gloss. E o ciúme que a mulher tem da maquiagem, é quase tão intenso quanto o ciúme pelos sapatos e roupas. Não que isso seja futilidade, a mulher realmente necessita desses artigos de primeira necessidade. Qual mulher nunca parou diante de uma vitrine hipnotizada pela magia de um sapato ou uma bolsa? Ou quem nunca comentou sobre o look de outra mulher? Quem nunca teve essa atitude atire o primeiro scarpain. 
Por: Joamma Diniz